Participantes do projeto Viver Bem caminharam por ruas de São José do Imbassaí no sábado - Foto: Michel Monteiro

A Secretaria de Esportes e Lazer iniciou no último sábado, 08/04, as atividades do 4º aniversário do projeto “Viver Bem”. Realizado em parceria com a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca, o evento contou com uma grande caminhada da quadra do Dínamo em direção à Lagoa das Amendoeiras (São José do Imbassaí); café da manhã; distribuição de mudas de plantas ornamentais e frutíferas e uma ação da saúde com aferição de pressão arterial.

Segundo o coordenador do projeto, Rogério Peixoto, as atividades começaram no governo Quaquá, quando ele ainda era o secretário de Esportes. “No primeiro momento, começamos a atender apenas moradores de São José. Com o tempo, o povo de Itaipuaçu e Ponta Negra passou a ser beneficiado também, através da inauguração de polos, como o do Centro, que funciona há cerca de um ano em frente à Rodoviária do Povo”, explicou.

Atualmente, mais de 1000 famílias são atendidas nas atividades oferecidas de segunda à sexta-feira das 7h às 21h e aos sábados das 8h às 12h. São elas: jiu-jitsu, treinamento funcional, ginástica, pilates, muay thai, handball, corfebol (tipo basquete), futebol, boxe, capoeira, além de percussão, quick massage, reforço escolar do 2º ao 5º ano e assessoria jurídica. “O bairro precisava de uma iniciativa assim porque não tinha nenhuma atividade aberta ao público. Hoje, nós atendemos pessoas de três a 92 anos e é uma satisfação grande ver pessoas que tinham sobrepeso conseguirem se encaixar no peso atual, conseguindo qualidade de vida”, disse Rogério, lembrando que do local saíram três competidores de jiu-jitsu que ganharam medalhas no Campeonato Estadual do Rio de Janeiro.

Aluna de pilates, ginástica e zumba, Ivania Lima (49) contou que participa do projeto há três anos. “No início só podiam idosos. Quando o projeto foi ampliado para pessoas da minha idade, eu entrei. Isso para mim foi de grande importância porque me ajudou a perder peso e acabou com as dores que eu tinha no corpo. Mas com os exercícios eu faço minha dieta”, disse Ivania.

Aos 35 anos e dois no projeto, Bianca Castro ganhou qualidade de vida. “Eu faço zumba, ginástica, pilates, circuito e massagem. Isso melhorou muito minha pressão, minha alto estima, emagreci, fiz novas amizades. Porque eu já estava entrando em depressão. E eu só vim porque o médico me mandou fazer atividade física. Eu era muito sedentária”, lembrou.

Terezinha de Fátima foi a aluna que mais perdeu peso em aproximadamente três anos de projeto. Aluna de ginástica, zumba, circuito e pilates, eliminou  20 kg e está mais perto do peso que considera ideal. “O projeto para mim é tudo de bom, porque foi com ele que eu consegui emagrecer. Eles me incentivavam todo dia e se não fosse isso, a gente não teria nada aqui. E eu continuo minha meta para eliminar os 10 kg que faltam, com a ajuda de uma nutricionista e dieta regrada”, declarou satisfeita.

As mudas de felicia (Felicia amelloides), palmeira (Arecaceae) e cajueiro (Anacardium occidentale) distribuídas para a população pelo secretário de Agricultura, Pecuária e Pesca, Julio Carolino, foram produzidas em sua secretaria e continham as explicações de espécie (ornamental ou frutífera), altura (2 ou 4 metros), raiz (pivotante), período do plantio (anual), tipo de cova (30x30x30), adubação da terra (vegetação local) e tempo previsto para a fruta (2 anos).

“Árvores e frutas estão ligadas diretamente a alimentação saudável, então tem tudo a ver com o projeto ‘Viver Bem’. Resolvemos fazer a distribuição de árvores frutíferas, porque nossa ideia é plantar várias na cidade, inclusive em vias públicas. Queremos fazer com que a Estrada dos Cajueiros e o bairro do Caju que não têm caju, voltem a ter. Porque o caju está muito presente nos nomes da cidade, como nessa importante via e já é da cultura de Maricá”, disse Julio Carolino.

As próximas comemorações do 4º aniversário são um passeio ciclístico (29/04), festa com todas as atividades (06/05) e festival de futebol (07/05). Todos na quadra do Dínamo, a partir das 8h.

Deixe uma resposta