Representantes da prefeitura, Senac e das pousadas discutem qualificação do setor - Foto: Clarildo Menezes

Aconteceu na última terça-feira (18/04), na Pousada Tamarindos, em Araçatiba, uma reunião entre representantes do setor hoteleiro de Maricá, da Secretaria de Trabalho e do Serviço Nacional do Comércio (Senac). O objetivo do encontro foi o de formalizar um convênio que ofereça instruções para qualificação de mão de obra especializada. “Fui orientado pelo prefeito a buscar treinamentos para todos os setores de trabalho. Este tipo de parceria, que oferece treinamentos, visa dar condições ao maricaense para se colocar no mercado de trabalho sem dificuldade. Além disso, estamos visando a melhoria do trato profissional com o turista e com os moradores”, explicou o secretário Paulo Fatigatti.

Durante o encontro, foi ressaltada a necessidade da oferta de cursos que formem camareiras, garçons e principalmente recepcionistas. “Existe a afirmação de que o atendimento é um ponto precário e esta seria uma necessidade primária. Queremos formalizar uma parceria com o Senac o mais rápido possível”, afirmou o secretário. “Este convênio começa a ser montado a partir desta reunião, e em mais alguns dias estará no papel para darmos entrada nos procedimentos que precisam ser seguidos”, completou.

O foco do projeto é a capacitação da população de Maricá. A agenda, que se iniciou com o setor de pousadas, em um segundo momento irá abranger bares e restaurantes. “Esta é uma iniciativa que vai se ampliando para o comércio de uma forma geral. Nossa intenção é, com o crescimento da cidade, atrair o interesse de empresas maiores em vir para cá”, acrescentou Fatigatti. “Queremos fazer com que o pequeno empreendedor e o profissional de Maricá tenham a oportunidade de continuar existindo, apesar da concorrência pesada que irá chegar”, finalizou.

De acordo com Cristiane de Castro, proprietária da pousada Pancho, no Centro, todos estão abertos a receber as ideias e iniciativas propostas, e dispostos a colaborar. “Por muito tempo, o setor de pousadas e hotéis de Maricá foi deixado às margens e estava desesperançoso. Agora a gente vê uma luz no fim do túnel. Acreditamos que este é um bom começo”, disse Cristiane.

Deixe uma resposta