Foto: Marcos Fabrício

Sob o tema “Ilustração: uma porta para a construção do imaginário” o ilustrador, André Flauzino, encerrou, nesta terça-feira (07/11), na Tenda Café Literário, a maratona de palestras da III Festa Literária de Maricá (Flim), presente na Praça Orlando de Barros Pimentel, no Centro. Formado em Desenho Industrial pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), onde também atuou como professor, Flauzino utilizou o livro “Porque mesmo?” para falar da importância da comunicação através das ilustrações.

“Eu venho de uma época que não havia o computador então tudo era feito a mão, não que eu seja velho, mas porque comecei cedo, e por isso, eu vim acompanhado toda essa mudança, toda essa trajetória da informática, da chegada dos computadores, das artes gráficas e da ilustração digital”, contou Flauzino. “Hoje eu estou me dedicando a literatura infanto-juvenil, mas também faço quadrinhos, tirinhas, capas, animação e tudo relacionado a comunicação visual”, completou.

Em sua fala o palestrante afirmou que a ilustração não se trata simplesmente de retratar o que está escrito, mas sim uma leitura paralela do texto. “No caso da literatura infanto-juvenil a editora é quem escolhe o ilustrador, ou há uma indicação do autor, e juntos nós pegamos o texto, lemos e fazemos uma interpretação. É um produto feito a varias mãos, no qual tudo é cuidadosamente pensado”, explicou. “A imagem no livro não é somente um desenho, mas sim uma linguagem que complementa o texto escrito”, frisou.

O aluno do segundo ano, Cauã Almeida, de oito anos, da E.M. Carlos Magno contou que gostou muito da palestra, pois adora desenhar. “Muito maneira, essa é a segunda palestra que eu venho”, afirmou Cauã. “O que eu mais gosto de desenhar é o Naruto”, completou. Sobre a feira o estudante disse ter comprado vários livros. “Eu comprei um monte de livros. Foram dois do Max Steel que vem com óculos 3D, um da Ladybug e um das Tartarugas Ninjas”, comemorou.

Para a professora, Raquel Cândido, a palestra mostrou o quanto a ilustração presente em um livro tem o poder de comunicar com as crianças e chamar atenção para informações que vão além do texto escrito. “Ótima palestra, pois realmente as ilustrações tem o poder de chamar a atenção dos leitores, tanto, que durante a palestra o André apresentou toda a sua narrativa sem utilizar em nenhum momento a palavras escrita”, salientou a professora. “A nossa imaginação e, principalmente, a imaginação das crianças vai muito além do que está nos livros. Isso estimula a nós professores a incentivar esse olhar dos alunos e resgatar nossos pequenos leitores”, concluiu.

 André Flauzino elogiou a iniciativa da Prefeitura de aproximar as crianças do mundo da literatura. “Achei excelente a iniciativa da Prefeitura em realizar um evento como esse. A estrutura está muito bacana. Comparando com outros eventos que eu vivenciei recentemente eu gostei muito da estrutura, da recepção e da participação desse mar de crianças”, elogiou Flauzino. “Esse incentivo de trazer as escolas é fabuloso e os livros estão bem interessantes e os preços bem acessíveis o que é fundamental para incentivar as pessoas a consumir leitura e literatura”, finalizou.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here