Prefeitura de
MARICÁ
Seja bem-vindo!
Publicado em 11 de Dezembro de 2014 • Visitas: 13109
Fim do monopólio: transporte público é gratuito em Maricá
Texto: Rafael Zarôr (edição: Marcelo Ambrosio) | Fotos: Fernando Silva
Frota inicial com 10 ônibus circulará de Ponta Negra a Itaipuaçu, 24 horas, inclusive nos finais de semana

Linhas terão tarifa zero com veículos circulando 24 horas de Ponta Negra a Itaipuaçu

A partir do dia 18 de dezembro, a população de Maricá começará a vivenciar o fim do monopólio dos transportes públicos na cidade. O início das operações da autarquia Empresa Pública de Transportes (EPT), criada pela Prefeitura, significa o atendimento às reais demandas da população – não apenas aos interesses dos empresários – e a linha circulará por toda a extensão do município – de Ponta Negra ao Recanto de Itaipuaçu – sem qualquer tipo de cobrança de passagem. O prefeito Washington Quaquá, acompanhado de secretários municipais, fará a viagem inaugural, a partir das 8h, de Inoã até a Rodoviária do Povo de Maricá, no Centro e, em seguida, os 10 ônibus da frota inicial da EPT começarão a rodar normalmente.

Com a implantação da EPT, Maricá é a terceira cidade no estado (as outras são Porto Real e Silva Jardim) e a primeira com mais de 100 mil habitantes a oferecer a tarifa zero. A iniciativa, integralmente custeada pela Prefeitura, é considerada um marco histórico no combate ao monopólio que há 40 anos controla os transportes públicos no município contra todos os interesses da coletividade. As quatro primeiras linhas saem do Recanto para Ponta Negra e vice-versa (via Manoel Ribeiro e Cordeirinho) e funcionarão 24 horas, inclusive nos finais de semana.

Para o prefeito Washington Quaquá, a operação da EPT é um marco que consolida a luta da administração na defesa dos interesses da população. "Transporte é parte dos direitos fundamentais do povo, na conquista da cidadania. Ao criar a empresa pública com tarifa zero, Maricá quebra o monopólio privado que nega esse direito e passa a servir de exemplo para o Brasil", avalia o prefeito. "Aqui não se governa para empresários, se governa para o povo", completa Quaquá.

Dez veículos – equipados com ar condicionado, sensores de portas (somente trafegam com as portas fechadas) e elevadores para deficientes físicos – circularão com intervalos de 20 minutos, das 5h às 22h. No período de menor movimento (22h às 5h), os ônibus funcionarão com intervalos de uma hora. Os pontos de partida serão na Rua Barão de Macaúba, em frente à Escola Municipal João Monteiro, no Recanto, e na Praça de Ponta Negra (Rua São Pedro Apóstolo). Outros três ônibus funcionarão como reserva e quatro encontram-se ainda em linha de montagem no fabricante. Um reboque também foi adquirido e está disponível para utilização. O investimento do município até o momento foi de R$ 4,8 milhões.

As linhas municipais – Recanto x Ponta Negra (Via Cordeirinho), Recanto x Ponta Negra (Via Manoel Ribeiro), Ponta Negra x Recanto (Via Cordeirinho) e Ponta Negra x Recanto (Via Manoel Ribeiro) – passarão pelos terminais rodoviários do Centro e de Itaipuaçu e atenderão também as principais escolas e unidades de saúde do município, inclusive nos bairros que até então não eram atendidos pelas empresas, como o Retiro.

O controle de passageiros nos veículos será feito por catracas instaladas na parte dianteira (os passageiros entrarão pela porta dianteira e sairão pela porta traseira). Todos os veículos possuem portas centrais com elevadores, exclusivos para embarque e desembarque de cadeirantes. A capacidade máxima dos coletivos é de 46 passageiros sentados e 28 em pé.  

A equipe da EPT conta com 30 motoristas e quatro despachantes, além de manobreiro (2), inspetor de tráfego (2), consultor de operações (2), consultor de manutenção (2), auxiliar de controle de frota (1), almoxarife (1) e abastecedor (1). Ao todo, 45 pessoas compõem o quadro de funcionários da autarquia municipal.

Transporte público como política social

A implantação do transporte público municipal, totalmente gratuito para a população, é mais uma importante peça da política social do governo Washington Quaquá. Além dos ônibus gratuitos, a Prefeitura lançou em 2013 a Moeda Social Mumbuca, primeira moeda eletrônica do Brasil que complementa rendas mensais de 14 mil famílias que ganham até um salário mínimo. Cada beneficiado recebe 85 mumbucas (R$ 85) para comprar produtos em estabelecimentos cadastrados no município. Essa iniciativa foi reconhecida pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que indicou o projeto, através de um júri técnico especializado, como finalista do Prêmio Governarte 2014. Maricá disputa o título de melhor iniciativa de inclusão social por meio de tecnologias com cidades da Colômbia, Guatemala e Costa Rica, além de São Paulo. 

Outra ação municipal é o programa habitacional Minha Casa Minha Vida, destinado às famílias que ganham até R$ 1.600 e que não tenham outro imóvel. Ao todo, serão entregues 2.072 unidades residências em Itaipuaçu e Inoã, previstas para fevereiro e março, respectivamente. Além destas, mais 860 habitações serão construídas no condomínio de Inoã. Na área de transporte, outra iniciativa criada pela atual administração garante maior autonomia a cerca de 2 mil estudantes de cursos técnicos e de faculdades. Por meio do programa municipal Bilhete Único Universitário, cada estudante possui um cartão que é recarregado mensalmente pela Prefeitura com créditos de até R$ 231. Com o programa, duas passagens no intervalo de até duas horas e 30 minutos custam apenas R$ 5,25 – desde que uma delas seja em transporte municipal. A iniciativa, iniciada em 2012, substituiu os antigos ônibus universitários.

Confira o itinerário dos ônibus:

Linha 1– RECANTO X PONTA NEGRA (via Manoel Ribeiro)

- Rua Barão de Macaúba (ponto de partida em frente à Escola Municipal João Monteiro) – RJ-102 (Rua Engenho Domingos Barbosa) - Avenida do Canal – Rua João Goulart – Rua Antônio Modesto de Sá – Praça do Barroco - Avenida Zumbi dos Palmares – Rua Van Lerbergue (antiga Rua 34) – Rua Professor Cardoso de Menezes (Terminal Rodoviário de Itaipuaçu) – Estrada Carlos Mariguela – Estrada de Itaipuaçu – Travessa Campos – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – Avenida Roberto Silveira – Rodoviária do Povo de Maricá – Avenida Roberto Silveira – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – RJ-118 (Estrada de Ponta Negra) – Rua São Pedro Apostolo – Praça de Ponta Negra; 

Linha 2 – RECANTO X PONTA NEGRA (via Cordeirinho)

- Rua Barão de Macaúba (ponto de partida em frente à Escola Municipal João Monteiro) – RJ-102 (Rua Engenho Domingos Barbosa) – Avenida do Canal – Rua João Goulart – Rua Antônio Modesto de Sá – Praça do Barroco – Avenida Zumbi dos Palmares – Rua Van Lerbergue (antiga Rua 34) – Rua Professor Cardoso de Menezes (Terminal Rodoviário de Itaipuaçu) – Estrada Carlos Marighella – Estrada de Itaipuaçu – Travessa Campos – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) - Avenida Roberto Silveira – Rodoviária do Povo de Maricá – Avenida Roberto Silveira – Rua Abreu Sodré – Avenida Vereador Francisco Sabino da Costa – Rua Abreu Rangel – Rua Domício da Gama – Rua Alferes Gomes – Avenida Nossa Senhora do Amparo – Avenida Ivan Mundin – Rua João Saldanha – Rua 12 – Avenida Central – Avenida Maysa – RJ-102 (Avenida Beira Mar) – Rua São Pedro Apostolo – Praça de Ponta Negra;  

Linha 3 – PONTA NEGRA x RECANTO (Via Cordeirinho)

- Praça de Ponta Negra – Rua São Pedro Apostolo – RJ-102 (Avenida Beira Mar) – Rua 114 – Avenida Beira da Lagoa – Rua 43 – Avenida Maysa – Rua 13 – Rua João Saldanha – Avenida Ivan Mundin – Rua Azamor José da Silva – Rua Padre Arlindo Vieira – Rua Clímaco Pereira – Rua Domício da Gama – Rua Senador Macedo Soares – Praça Conselheiro Macedo Soares – Avenida Roberto Silveira – Rodoviária do Povo de Maricá – Avenida Roberto Silveira – Rua Abreu Sodré – Avenida Vereador Francisco Sabino da Costa – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – Retorno (KM 29) – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – Retorno no Spar – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – Travessa Campos – Estrada de Itaipuaçu – Avenida Carlos Marighella – Rua Professor Cardoso de Menezes (Terminal Rodoviário de Itaipuaçu) – Rua Van Lerbergue (antiga Rua 34) – Avenida Zumbi dos Palmares – Praça do Barroco – Rua Antônio Modesto de Sá – Rua João Goulart – Avenida do Canal – RJ-102 (Rua Eng. Domingos Barbosa) – Rua Barão de Macaúba (ponto final em frente à Escola Municipal João Monteiro);

Linha 4 – PONTA NEGRA x RECANTO (Via Manoel Ribeiro)

- Praça de Ponta Negra – Rua São Pedro Apostolo – RJ-118 (Estrada de Ponta Negra) – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – Retorno no KM 28 – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – Avenida Roberto Silveira – Rodoviária do Povo de Maricá – Avenida Roberto Silveira – Rua Abreu Sodré – Avenida Vereador Francisco Sabino da Costa – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – Retorno (KM 29) – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – Retorno no Spar – RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) – Travessa Campos – Estrada de Itaipuaçu – Avenida Carlos Marighella – Rua Professor Cardoso de Menezes (Terminal Rodoviário de Itaipuaçu) – Rua Van Lerbergue (antiga Rua 34) – Avenida Zumbi dos Palmares – Praça do Barroco – Rua Antônio Modesto de Sá – Rua João Goulart – Avenida do Canal – RJ-102 (Rua Eng. Domingos Barbosa) – Rua Barão de Macaúba (ponto final em frente à Escola Municipal João Monteiro); 


Maricá é a primeira cidade com mais de 100 mil habitantes com tarifa zero
Pontos de partida serão na Rua Barão de Macaúba, no Recanto, e na Praça de Ponta Negra
Veículos possuem ar condicionado e acesso para pessoas com deficiência
Envie esta notícia para um amigo.
Seu Nome:
Seu E-mail:
Nome do Amigo:
E-mail do Amigo:
Contador de Árvores
Plantadas

000.012.156
Saiba mais!
Prefeitura de Maricá - www.marica.rj.gov.br
Rua Álvares de Castro, nº 346 - Centro - Maricá - RJ Telefones 2637-2053 | 2637-2054 | 2637-2055 | 2637-3706 | 2637-4208 | 3731-2067
Desenvolvido por Subsecretaria de Tecnologia da Informação