Secretaria de Educação expõe logamarca dos Jogos Estudantis de Maricá

0
1424
Diretora do Benedicta Rangel, aluno vencedor e secretário de Educação participaram da mostra

Aluno do Joana Benedicta Rangel criou o melhor desenho do concurso 

A exposição da melhor logomarca para os Jogos Estudantis do Município de Maricá (JEMM) aconteceu nesta sexta-feira (13.05) na Secretaria Municipal de Educação. O aluno vencedor, Guilherme Santos Muniz, de 16 anos, estuda no Joana Benedicta Rangel, onde faz curso de Técnico em Edificações. Além dele, outros 18 estudantes botaram suas ideias no papel de forma criativa e seus desenhos também foram expostos.

“Quando a professora me perguntou se eu queria participar, não pensei duas vezes, topei na hora. E, ao sentar diante do papel, pensei algo que se assemelhasse à bandeira de Maricá, com o azul, o vermelho, o branco e as estrelas”, conta Guilherme, que é autodidata em designer gráfico.

O secretário Municipal de Educação, Marcos Ribeiro, enfatizou que todas as vezes que tiver um evento na cidade, a Educação vai procurar realizar ações voltadas para a arte e a cultura: “vamos encontrar uma maneira de os alunos desenvolverem seu lado criativo como neste caso, do esporte com a arte”.

Mayka Fiore, diretora do Benedicta Rangel, elogiou a iniciativa e não disfarçou sua alegria em ter um aluno da escola como autor da logomarca escolhida para os jogos.

JEMM – Os Jogos Estudantis vão acontecer em agosto, com a participação de 28 escolas municipais, estaduais e particulares. A Coordenadora de Práticas Esportivas da Subsecretaria Cidade Educadora, Allini Guimarães, afirmou que os jogos deste ano apresentam um diferencial em relação aos anteriores.

“O foco não está pura e unicamente na competição, mas numa visão educadora. E por isso, desde o início das preparações, estamos fazendo reuniões com os professores para pensarmos juntos as categorias e modalidades que têm mais a ver com as características do município. Também pensamos maneiras de construir um espírito de socialização entre os alunos e as escolas durante os jogos”, comenta Allini.

Dentro desse espírito, uma escola que não possua quadra de esportes poderá levar seus alunos para treinar na quadra de outra que disponha do espaço pelo menos uma vez por mês.

“Queremos que, acima da competição, haja coleguismo e cooperação”, frisa, acrescentando que a equipe já pensa em promover um concurso de redação com o tema.  

A próxima reunião para discutir as regras e participação nos jogos será no dia 31 de maio, às 10h, na Casa Digital.