Atleta foi vice no Campeonato Niteroiense de Maratonas Aquáticas, realizado no último domingo

0
911
Mariana é a competidora brasileira mais nova na modalidade em que disputa as maratonas aquáticas – Foto: Fernando Silva

A nadadora Mariana Mello, de apenas de 17 anos e uma das promessas da maratona aquática para as olimpíadas de 2016, conquistou mais um título para a sua galeria de premiações nacionais e internacionais. Mariana foi vice-campeã no ranking geral, entre 300 competidores, e primeiro lugar em sua categoria, no Campeonato Niteroiense de Maratonas Aquáticas, de curta distância (2 km), realizado no último domingo, (30/10), na praia de Itaipu, em Niterói. Seu irmão, Pedro Mello, de 14 anos, também participou da prova e chegou em primeiro na sua categoria.

Mariana é a competidora brasileira mais nova na modalidade em que disputa as maratonas aquáticas e, segundo o seu fisioterapeuta, Luiz Otávio, pode ser considerada uma atleta especial. “Ela realmente é um fenômeno. Sua composição muscular é diferenciada. Exemplo foi a recuperação surpreendente, em uma semana e meia, de uma lesão de um dos músculos e da articulação da clavícula”, declara.

Para a Maratona 14 Bis, Mariana está treinando diariamente na piscina do Esporte Clube Maricá. “Treino em média seis a sete horas por dia. São três horas de natação, duas de musculação, além do meu treinamento funcional, para postura abdominal, distribuição da força do corpo, adaptação e desenvolvimento físico. E ainda tem a fisioterapia, enumera”. “Tenho bons professores como o Eduardo Alvarenga e o Luiz Otávio Assunção, e o apoio de meus pais, Arley e Adriane, que me dão muita força”, conclui.

A dedicação e a disciplina no esporte também são levadas para as salas de aula do C.E. Elisário Mata, em Maricá, onde a atleta estuda. Considerada uma promessa da natação brasileira, principalmente para as Olimpíadas do Rio em 2016, Mariana começou a competir aos 13 anos. Uma nadadora, ao ver o estilo de nado e a resistência de Mariana, sugeriu que ela tentasse a carreira de maratonista aquática. Aos 14 anos, Mariana foi convidada pelo C.R. Vasco da Gama, clube em que começou a colecionar títulos em piscina e a praticar nado de média e longa distâncias, em praias do Rio e na Lagoa de Maricá. O resultado de tanto esforço está nas vitórias e na participação em provas importantes do calendário oficial da maratona aquática em todo o mundo, como as recém-disputadas na Macedônia (30 km), Sérvia (19k), Itália (36 km) e Argentina (88 km).

O desafio de 2016

A modalidade da Maratona Aquática se tornou esporte olímpico a partir da competição de Pequim, na China, em 2008, e conquistar uma medalha olímpica está nos planos da atleta.

Mariana foi convidada a participar como espectadora das Olimpíadas de Londres, em 2012, mas já está com a cabeça em 2016. “Tudo o que estou fazendo hoje está voltado para 2016, revela a nadadora.

Apoio

A Prefeitura Municipal de Maricá, através da Secretaria Municipal de Esportes, apoia a carreira de Mariana, auxiliando a atleta nos gastos com passagens, hospedagem e alimentação nas provas de que participa. “Além dos patrocinadores eventuais, que surgem a cada competição”, ressalta a nadadora”. “Tão importante quanto os recursos, é a confiança que depositam em mim”, afirma.