Programa de Prevenção à Delinquência promove torneio de futsal em Inoã

0
902
Atletas conquistaram 8 medalhas, sendo 2 ouros e 6 bronzes - Foto: Fernando Silva

Organizado pelo Programa Municipal de Prevenção à Delinquência Juvenil (PPDJ), o I Torneio de Futsal realizado no último sábado (28/11), na quadra do loteamento Liz Maria, em Inoã, foi um sucesso. Mais de 100 pessoas prestigiaram o campeonato, no qual times formados por faixa etária disputaram troféus e medalhas.

O campeão foi o Santos F.C. (de uniforme azul), que venceu as duas partidas por 1×0 e 3×2. Dirigido pelo jogador profissional Cristiano dos Santos Rodrigues – que depois de passagens por times da Europa atua hoje no futebol australiano – o time C-9, segundo colocado, empatou com o Meninos da Vila F.C, por 2 X 2 depois de ter perdido o jogo para o Santos. Todos os jogos foram arbitrados por Marcos Mueller, técnico da equipe feminina de futsal.

Antes das partidas, o evento foi aberto com uma oração pelo projeto e palavras de encorajamento do pastor Marcos Henrique. A festa incluiu ainda apresentação de Kung-Fu por parte de alunos da Academia União Garra de Águia – katis, Jéssica e Danielle Salles (medalha de ouro no estadual) e de Thiago Marins, ambos treinados pelo guarda municipal e professor de artes marciais Paulo Salles.

O evento foi coordenado pelo secretário municipal de Reestruturação Administrativa, Jorge Braga, e contou com o apoio das Secretarias municipais de Segurança Pública com Cidadania e de Esportes, a qual entregou material esportivo para o programa.

Os troféus foram entregues por líderes comunitários e pela presidente da Associação de Moradores de Inoã, Celencina Opilar. Segundo o coordenador Jorge Braga, a idéia é estender o torneio local para um torneio interbairros, e até, entre municípios.

“Os treinos de futebol acontecem todo sábado, junto com o projeto Segundo Tempo. Temos também futsal feminino e vôlei. No dia 4 de dezembro, o time feminino jogará contra a seleção de Macuco (RJ). Vamos investir também no basquete. Começamos em Inoã, a primeira quadra, em  parceria com a Associação de Moradores, porém já pintamos e recuperamos mais duas  quadras, uma em Itapeba e outra em Itaipuaçu”, disse o coordenador.

Para Celencina Opilar, o resultado foi positivo. 

“Temos outros projetos sociais. A comunidade tem respondido bem ao nosso trabalho, apoiando e participando. Nosso objetivo é tirar a criança da rua, para que possa investir o seu tempo extra-escolar em ações produtivas e de cidadania”, concluiu.