Prefeitura de Maricá lança projeto Saúde na Escola

0
1822
Projeto Saúde na Escola vai beneficiar 7.400 alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental das escolas municipais

Crianças de 6 a 11 anos dos colégios municipais serão avaliadas por médicos e dentistas para prevenir doenças e melhorar aprendizado

Um projeto pioneiro em Maricá vai beneficiar os alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental. Em parceria com a secretaria municipal de Educação, uma equipe da secretaria de Saúde – formada por dois pediatras, um dentista, um fonoaudiólogo, um oftalmologista e profissionais técnicos – vai atender, dentro das escolas da rede municipal de ensino, crianças com idades entre 06 e 11 anos, com o intuito de prevenir ou diagnosticar doenças que dificultem o aprendizado.

Iniciado nesta terça-feira (06/03), na Escola Carlos Magno, no Centro, a iniciativa vai contemplar 7.400 estudantes só este ano. Na E.M. Carlos Magno, 600 crianças serão avaliadas.

Segundo o secretário municipal de Educação, Marcos Ribeiro Martins, também serão realizados nas escolas testes de qualidade da visão e audição. “Muitas vezes as crianças têm problemas de visão ou audição, por exemplo, e não sabem. Isso prejudica o aprendizado. Com este projeto, teremos o diagnóstico preciso dos alunos e poderemos ajudá-los a melhorar o desempenho escolar”, explica. “Decidimos fazer essas avaliações nos alunos do 1º a 5º ano porque geralmente as dificuldades para aprender a ler ou escrever começam nesta fase”, avalia. Caso seja necessário, as crianças serão encaminhadas para analises especializadas.

Os estudantes também vão receber tratamento odontológico e um kit de higiene dental (um estojo com escova, pasta de dente e fio dental). Técnicos de saúde vão ensinar aos participantes como limpar corretamente os dentes e reforçar a importância de escová-los após as refeições, por exemplo.

O secretário de Saúde, Carlos Alberto Malta Carpi, ressaltou que o "Saúde na Escola" também vai auxiliar no combate à evasão escolar. “Os alunos com dor de dente ou de ouvido não vêm à escola. Muitas das vezes os pais não identificam o problema”, destacou.

A estudante Raylla Kariny de Paula da Silva, de 6 anos, que está no 1º ano do Ensino Fundamental na Escola Carlos Magno, estava ansiosa para fazer a primeira avaliação dentária. “Não escovava os dentes após o almoço, mas agora aprendi que é muito importante estar com os dentes limpos. Vou usar fio dental e sempre escovar os dentes depois de comer”, contou, sorridente.