Assistência Social firma convênios para qualificação e promove apresentação

0
747

A transformação recente de Maricá em novo foco de desenvolvimento econômico no Leste Fluminense já está gerando um aumento da oferta de trabalho qualificado. Empreendimentos imobiliários de grande porte (Alphaville, Fator Realthy), a proximidade com o Comperj (petróleo e gás) e a criação do Pólo Naval de Jaconé (apoio às operações do pré-sal e logística de offshore) vão exigir cada vez mais profissionais com currículos adequados aos postos de trabalho, o que levou a Prefeitura a investir na preparação da população.

Com o objetivo de preparar a população para essa nova demanda, a Secretaria Municipal de Assistência Social e Participação Popular está firmando convênios com o SENAI e com o Instituto Federal de Tecnologia da UFF. O objetivo é oferecer cursos de qualificação para facilitar o ingresso de candidatos de Maricá a estes setores. Os convênios foram firmados através do programa Pronatec, da UFF, com termo de compromisso por parte da Prefeitura de Maricá e repasse de recursos do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS). Serão oferecidas de 300 a 400 vagas para diferentes cursos como pedreiro, carpinteiro, eletricista, montador, e garçom, entre outros. Haverá ajuda de custo para alimentação e transporte.

Para que o público possa se informar sobre as empresas e conhecer o mercado de trabalho, a secretaria programou apresentações da Transpetro (subsidiária da Petrobras, responsável pelo transporte dos produtos da estatal), sobre o tema “Profissões do Futuro”, nos seguintes locais: Dia 6 de julho, de 9h às 12h, no Ciep 451 – Prof. Robson de Mendonça Lou (Inoã); de  14h às 17h, na E.E. Francisco Nascimento (Ponta Negra);  no dia 11 de julho, de 9h às 12h, na Casa Digital (Centro); de 14h às 17h, no E.E. Elisiário Matta, no Centro.

Os cursos serão ministrados nos CRAS – Itaipuaçu, Inoã, São José de Imbassai e Centro, e outros locais, quando houver necessidade de maior espaço. O início das aulas está previsto para agosto, tão logo se formem as turmas que terão 25 alunos, em média. Para a secretária municipal de Assistência Social, Laura Maria Vieira da Costa, o município está passando por uma verdadeira revolução social e de crescimento econômico. “É preciso estar preparado para os próximos anos, que trarão tempos de prosperidade, oferecendo mão de obra especializada para o mercado de trabalho", disse. 

 

Texto: Fernando Uchôa / Foto: Fernando Silva