Alunos do Pronatec conhecem programas dos cursos de qualificação

0
782
Diretora do IFF explica aos alunos as etapas do programa que será realizado em parceria com a Prefeitura de Maricá

Os alunos dos cursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) e Instituto Federal Fluminense (IFF) conheceram nesta segunda-feira (dia 24.09) o programa que será realizado em parceria com a Prefeitura de Maricá, por meio das secretarias de Assistência Social e de Educação. O IFF apresentou uma palestra sobre as etapas do programa e esclareceu dúvidas dos participantes. O evento aconteceu no CAIC Elomir Silva, em São José do Imbassaí.

Os cursos serão realizados no CAIC e no Centro de Referência da Assistência Social (CRAS), no bairro Marine. A carga horária varia de 200 a 400 horas e os alunos precisam ter, no mínimo, 80% de frequência. As aulas acontecerão às segundas, quartas e sextas. São duas turmas de Auxiliar de Plataforma (manhã e noite) com 30 alunos em cada; três turmas de 15 alunos de Eletricista nos turnos da tarde e noite; e três turmas de 15 estudantes de Auxiliar de Cozinha nos turnos manhã, tarde e noite.

Segundo a diretora de Desenvolvimento de Políticas Emancipatórias e Inclusão Social do IFF, Sueli Lemos, os cursos de qualificação são voltados aos usuários do Programa Bolsa Família com idades entre 16 e 59 anos. “O objetivo é favorecer o acesso de pessoas de baixa renda à qualificação profissional”, afirmou a representante do IFF.

Morador do bairro Jardim Nova Metrópole, Cláudio Mello, de 53 anos, está desempregado e resolveu fazer o curso de Auxiliar de Plataforma para garantir uma vaga no mercado offshore. “O que me interessa é conseguir uma vaga no Comperj e sei que eu só terei chance se estiver qualificado”, destacou Cláudio, que é técnico em Eletrônica.

Este também é o objetivo de Dilcenir da Conceição. Aos 53 anos, ela está concluindo o Ensino Fundamental e está de olho nas vagas que vão surgir na cidade com a construção do Comperj na vizinha Itaboraí e do Porto do Pré-Sal, em Jaconé. “Quero ser uma cozinheira industrial e minha expectativa é conseguir um emprego com esta qualificação”, declarou a moradora de Barra de Maricá, que vai fazer o curso de Auxiliar de Cozinha.