Mercado das Artes ganha decoração especial de Natal

0
1557
Os artistas plásticos Ronaldo Puga e Raphael Cavalcanti criaram a árvore natalina do Mercado das Artes

Artistas plásticos criam árvore feita com madeira e material reciclado

O Mercado das Artes de Maricá ganhou uma decoração especial para o Natal. Os artistas plásticos Raphael Cavalcanti e Ronaldo Puga, que trabalham no espaço, criaram uma árvore feita com madeira e materiais que seriam jogados no lixo e que foram transformados em arte. A obra foi montada hoje (13/11) na entrada do mercado e estará em exposição ao público já a partir desta quarta-feira (14/11) e até o final de dezembro. A entrada é gratuita.

A peça foi encomendada pela Secretaria Municipal de Trabalho, que administra o espaço, e produzida em três semanas. O artista Ronaldo Puga utilizou tronco de eucalipto, cascas de jamelão, vaso de concreto e serragem para fazer a base da árvore natalina, que tem 2,6 metros de altura por 1,2 metro de largura.

“Colei as cascas no vaso e coloquei purpurina dourada para dar um brilho a mais. Em seguida, fixei o tronco de eucalipto no vaso com pedras e serragem”, conta Ronaldo, especialista em criar esculturas e peças decorativas em madeira – vendidas em seu estande no próprio mercado. “Também aproveitei madeiras de galhardetes para fazer a cerca que fica em volta da árvore”, acrescenta.

Já as peças decorativas foram criadas pelo artista Raphael Cavalcanti. Ele fez argolas, que dão forma a árvore, com cabos de computador e de televisão e fixou na árvore com arame. Também decorou o símbolo natalino com 150 peças pintadas com uma tinta especial preparada pelo artista e que imita bronze e prata. Em vez dos tradicionais enfeites, o artista reaproveitou objetos para decorar a árvore do Mercado das Artes.

“Peguei placas de computador, torneira, CD, disquete, dobradiça de armário, alto-falante de automóveis, pedal de bicicleta, controle remoto, garfo, alicate de unha, brinquedos e transformei tudo isso em peças decorativas”, destaca Raphael, que usou uma mangueira de 10 metros com luzes amarelas para iluminar o símbolo de Natal.

Os artistas

As obras de Ronaldo Puga e Raphael Cavalcanti chamam a atenção de quem visita o Mercado das Artes, no Centro. No estande ocupado por Raphael estão expostas dezenas de peças criadas pelo artista com restos de tudo o que ele encontra pelo caminho. De engrenagens de eletrodomésticos a bicicletas, por exemplo, além de sucata de informática, tomadas de telefone, cabos de guarda-chuva, pinças e tampas de garrafa. Pelas mãos do artista, que é carioca e mora em Maricá há cinco anos, as peças viram esculturas abstratas, bonecos e miniaturas de barcos e motos, todas douradas.

No box ao lado ficam as peças esculpidas em madeira de Ronaldo Puga. Ele produz placas (letreiros para comércio, placas pessoais com nomes e dedicatórias) e quadros de artes, com pintura e colagem sobre a madeira. “Minha inspiração vem de tudo o que eu observo. Imagino figuras e logo penso em como concretizá-las”, declara Ronaldo, que conta com a ajuda da prima Sandra Puga para criar os objetos decorativos. “Com as placas é diferente, as pessoas chegam aqui e encomendam frases, nomes ou falam das ideias que elas têm. E eu talho na madeira”, explica, acrescentando que as encomendas são feitas no próprio box.

Visitação

O Mercado das Artes fica na Rua Álvares de Castro, na esquina com a Rua Barão de Inohan, em frente à Casa de Cultura, no Centro. O espaço funciona de quarta-feira a domingo, das 12h às 22h.