Alunos contra as drogas

0
1266

Alunos das escolas municipais Amanda Peña Soares (Bananal) e Reginaldo dos Santos (Ponta Negra) receberam seus diplomas de conclusão do curso realizado pelo PROERD, Programa Educacional de Resistência às Drogas na última sexta-feira (07/12). No sábado (08/12) a diplomação ocorreu na Escola Municipal Carlos Magno Legentil de Mattos. Desenvolvido pela Polícia Militar, o programa tem o objetivo de auxiliar crianças e adolescentes a se manterem longe das drogas. Segundo a diretora da escola Amanda Peña, Cláudia Peres, a iniciativa é importante para reforçar os riscos que correm no contato com o universo da droga. “Essa parceria é muito bacana e a preservação é o caminho para evitar que a criança de hoje transforme-se em usuário amanhã”, afirmou.

O curso, que durou todo o segundo semestre de 2012, foi apresentado pela subtenente Efigênia Alves Roza. Para a policial, os encontros que aconteceram uma vez por semana atingiram seus objetivos. “Foram quatro turmas e 104 alunos nas duas escolas. Trabalhamos a prevenção primária ao uso das drogas e o combate à violência e ao bullying”, descreveu. O PROERD já tem 20 anos e começou no Rio, tendo sido ampliado para todo o país. Durante o curso, as crianças e adolescentes recebem informações sobre os tipos de drogas, as consequências do uso e trabalham com o reforço da autoestima e do aprendizado de decisões sábias.

A subtenente explicou ainda que o trabalho do programa vale fora dos muros da escola. “Trabalhamos o triângulo – Escola, polícia e família”, ressaltou. O PROERD realiza também reuniões com os pais explicando o programa. “Eles (os pais) recebem bem o projeto. Somos educadores sociais”, completou a policial. Efigênia destacou a mudança de comportamento dos alunos no final do curso, principalmente vendo o policial como amigo.

Os estudantes que receberam os certificados transformaram-se em “Proerdianos” e estão prontos para influenciar país e amigos a se manterem longe das drogas. No fim dos encontros, os alunos apresentaram individualmente uma redação falando sobre o tema. O texto escolhido foi da aluna Vitória da Conceição Pereira, de 11 anos, que ganhou uma bicicleta. A estudante afirmou ter gostado da experiência. “Foi muito bom saber que o uso das drogas pode fazer. Meus pais acharam muito legal também. Fiz uma redação pensando em tudo o que aprendi aqui”, disse ela.

A secretária municipal de Educação, Marta Quinan, destacou que este projeto, uma parceria entre a PM e a Prefeitura Municipal de Maricá, vai contribuir para a construção da cidadania e de um crescimento intelectual do estudante. “O uso das drogas deixa várias sequelas na vida de uma pessoa. Afasta dos amigos, dos familiares, da sala de aula, enfim, traz apenas malefícios. Drogas não combinam com alunos disciplinados e sala de aula”, disse.