Coordenação do CAPS Maricá confirma que incêndio foi causado por paciente

0
1237

A coordenação do Centro de Atendimento Psicossocial (CAPS) de Maricá confirmou que o incêndio que atingiu sua sede na Rua Clímaco Pereira, no Centro, foi provocado por um paciente da própria unidade, que estava em estado de surto. Ele tem 50 anos e terá sua identidade preservada a pedido dos profissionais responsáveis pelo local. O fogo começou na madrugada desta quarta-feira (19/12) e atingiu, principalmente, a recepção e as salas de medicação e atendimento, além de corredores. O Corpo de Bombeiros de Maricá debelou as chamas rapidamente e ninguém se feriu.

A casa onde funciona o CAPS havia sido recentemente reformada e o prejuízo causado ainda não foi calculado. Pela manhã, o cheiro de fumaça ainda era forte, assim como a sensação térmica dentro da casa. Segundo relatos, o paciente entrou em surto e já havia depredado a própria casa pouco antes de incendiar a unidade de tratamento, onde ele vinha sendo atendido há cerca de dois anos. A psicóloga Camila Silva, coordenadora do local, se disse surpresa com o ocorrido e informou que o paciente apresentava vestígios de ingestão de bebida alcoólica.

– “Trata-se de uma paciente autônomo, que ajuda a todos lá dentro, mas que certamente acreditou que podia beber e não cumpriu a nossa orientação de não fazê-lo. Cremos que o álcool potencializou o surto. É importante frisar que não se trata de um criminoso, mas de uma pessoa que toma medicamentos fortes e que precisa receber cuidados”, avaliou a coordenadora na 82ª DP (Maricá), onde o caso foi registrado. Ela disse ainda que os serviços do CAPS não serão interrompidos e devem funcionar em um local provisório, que ainda será definido.