Descumprimento de metas da Cedae em Maricá compromete abastecimento de água

0
1510
 

Um conjunto de ações previsto num plano de metas da Cedae para a cidade de Maricá, elaborado em 2008, está sendo descumprido pela companhia e prejudicando os serviços de abastecimento de água no município.

Para a assinatura da concessão, válida por 20 anos e renovável por mais 20, a Cedae apresentou ao governo municipal uma lista de metas para ampliar e melhorar o sistema de distribuição de água – entre elas uma importante medida para solucionar o problema de abastecimento. O documento diz que, entre o primeiro e o sexto ano de concessão, a Cedae implantaria “um novo sistema de captação no rio Caceribú, bem como adução e tratamento aumentando a produção (de água) em 400%”.

Segundo a secretária municipal de Projetos Especiais e uma das principais interlocutoras entre a prefeitura e a Cedae, Luciana Andrade, esta é justamente uma das obras que poderia, se já tivesse sido iniciada, contornar a falta de água na cidade. De acordo com a secretária, o problema é crônico e com aspectos que tornam a situação cada dia mais grave – o principal deles é o aumento acelerado da população nos últimos anos.

“O abastecimento de água não depende apenas de assentar redes de distribuição. O maior problema hoje é que Maricá depende exclusivamente do manancial de Ubatiba, que como qualquer outro, enfrenta dificuldades causadas por fatores naturais, como os períodos de escassez de chuva. A solução para buscar água no Rio Caceribú, ou alguma outra alternativa para aumentar a entrada de água no sistema, já poderia estar em andamento”, defende Luciana.

Quatro anos depois da assinatura do contrato de concessão, a Cedae também não iniciou a implantação de um sistema de abastecimento em Jaconé – ação prevista no plano proposto pela própria companhia. Entre outras obras, a Cedae se comprometeu a construir uma estação de tratamento de água, uma elevatória e uma adutora de água tratada, além de reservatório e redes de distribuição.

Aumento da população no feriado do Ano Novo pode agravar a situação

A Prefeitura de Maricá alerta a população que as dificuldades no abastecimento de água na cidade devem se agravar por conta do aumento da população neste feriadão do Reveillon. Como já aconteceu em outros feriados prolongados na cidade, a Prefeitura volta a pedir que a população economize o consumo. Apesar do calor, hábitos como lavar carro ou calçadas e regar jardins devem ser evitados.