Filme “O Circo” é a atração de amanhã do festival Charlie Chaplin

0
851
No filme, Chaplin é confundido com ladrão e entra no circo para fugir da polícia

Nesta quarta-feira (16/01), a prefeitura de Maricá abre as portas da Casa de Cultura para mais uma edição do festival Charlie Chaplin. A partir das 19h, o Cineclube Henfil exibe gratuitamente “O Circo”, último filme totalmente mudo do humorista (Chaplin ainda rodaria "Luzes da Cidade", em 1931, e "Tempos Modernos", de 1936, como obras sem sonorização, porém ambos tinham música sincronizada como trilha sonora e efeitos de som).

No filme, produzido em 1928, o vagabundo Carlitos é confundido com um ladrão e, ao fugir da polícia, invade um espetáculo circense. Ao tentar se desvencilhar dos policiais, arranca risos da plateia, que o confunde com um artista, e acaba sendo contratado pelo circo. Logo se apaixona pela filha do dono.

Como em todas as suas obras, Chaplin produziu bastidores interessantes. No caso de "O Cirdo", fez exercícios de como andar na corda bamba. Chegou a gravar uma cena a 12 metros de altura, mas o negativo da câmera foi perdido. O diretor refez a gravação, mas acabou admitindo que na época que a nova cena não ficou tão boa quanto à versão original. Chaplin também sofreu uma crise nervosa durante as gravações, porque seu estúdio fora destruído por um incêndio.

Outra curiosidade do filme “O Circo” é que Charles Chaplin, inicialmente, seria indicado ao Oscar de melhor ator. Mas a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood resolveu retirar esta indicação e lhe dar um Oscar honorário, em reconhecimento ao trabalho como produtor, diretor, ator e roteirista. Em 1969, este clássico foi relançado nos cinemas americanos, em uma versão que contou com uma música cantada pelo próprio Chaplin, que na época já tinha 80 anos.

No dia 23 deste mês, o Cineclube Henfil ainda exibirá três curtas metragens do Festival Carlitos – “Vida de Cachorro”, “Ombros, Armas!” e “Pastor de Almas”. A programação de janeiro será encerrada dia 30 com o clássico “Luzes da Ribalta”. O cineclube funciona na Casa de Cultura, na Praça Orlando de Barros Pimentel, Centro.