Jornada Mundial da Juventude: encontro preparatório pode injetar cerca de R$ 2 milhões na economia de Maricá

0
916

A Semana Missionária, evento preparatório para a Jornada Mundial da Juventude que será sediado em Maricá entre os dias 15 e 22 de julho, poderá movimentar a economia do município em cerca de R$ 2,2 milhões. A estimativa tem base no valor gasto pelos peregrinos na edição do evento em 2011, na Espanha, e foi debatida nesta quinta-feira (07/3) durante uma reunião ocorrida no espaço Sal da Terra, no Centro.

O encontro teve a participação dos líderes das três paróquias responsáveis pela semana – Nossa Senhora do Amparo (no Centro), São José (em São José de Imbassaí) e Nossa Senhora de Fátima (em Itaipuaçu) –, da comissão organizadora e de integrantes do governo municipal, como os secretários Sérgio Luiz de Souza (Assuntos Religiosos), Amaury Vicente (Turismo) e Fernando Rodovalho (Obras), além do coordenador da Defesa Civil, coronel Jorge Braga, e do coordenador de Comunicação, Jorge Castor.

Segundo a comissão organizadores da Semana Missionára, na edição anterior cada participante gastou em média 55 euros por dia (aproximadamente R$ 160) com alimentação, passeios e souvenires. Na edição deste ano, são esperados em Maricá cerca de dois mil peregrinos de diversas partes do mundo, que ficarão hospedados principalmente em casas de fiéis.

“É possível que a crise na Europa diminua o gasto dos visitantes. Mesmo assim, não deve fugir muito do que foi na Espanha. Com os outros eventos paralelos, como shows e atividades turísticas que a Prefeitura pretende organizar, o valor pode ser ainda maior”, acredita Carla Santos, que integra a comissão organizadora da Semana Missionária.

Junto com os líderes das paróquias, os membros da comissão agradeceram o apoio da Prefeitura de Maricá e afirmaram que contam com a ajuda do governo. Além da estimativa de movimento na economia da cidade, a reunião debateu ainda questões como a mobilidade dos peregrinos e os eventos paralelos que estão sendo planejados na cidade para o memo período. Antes da SM, haverá a passagem dos ícones e símbolos da JMJ, como a cruz peregrina, no dia 1º de junho. Este evento, que não terá a participação dos estrangeiros, também vai demandar uma estrutura, segundo a comissão organizadora, pois estão previstos vigília, missa campal e show.

A Secretaria de Assuntos Religiosos informou que prepara um material didático digital que será entregue aos peregrinos que participarem da Semana Missionária, com o nome de “Milagres de Maricá”. “Queremos mostrar para os que nos visitarem as marcas que a fé católica deixou na cidade e também os milagres que, segundo consta, teriam sido operados pelo Padre Anchieta em sua passagem pela cidade”, antecipou Maurício Avilez Vargas, subsecretário de Assuntos Religiosos. “Vamos apoiar o evento no que for preciso e esperamos que o comércio da cidade e toda a comunidade façam o mesmo”, declarou.