Cineclube Henfil homenageia ícones do cinema francês

0
613
“Os Incompreendidos" será a atração desta quarta-feira, dia 05 de junho

O Cineclube Henfil – projeto da secretaria municipal de Cultura de Maricá – homenageia em junho um dos mais importantes períodos históricos do cinema francês. Durante todo o mês, sempre às quartas-feiras, serão exibidas importantes obras da nouvelle vague, ou “nova onda” – um movimento artístico caracterizado pela contestação estética, própria dos anos 60.  O Cineclube é realizado às 19 horas, na Casa de Cultura de Maricá – na Praça Dr. Orlando de Barros Pimentel, no Centro.

Abrindo a programação do mês, no próximo dia 05/06, será exibida a obra “Os Incompreendidos” (“Les quatre cents coups”). Dirigido por François Truffaut, o drama possui 100 minutos de duração e narra a história do jovem parisiense Antoine Doinel, vivido por Jean-Pierre Léaud, um garoto de 14 anos que se rebela contra o autoritarismo na escola e o desprezo de sua mãe e de seu padrasto (Gilberte e Julien Doinel). Rejeitado, Antoine passa a faltar as aulas para frequentar cinemas ou brincar com os amigos, principalmente René. Com o passar do tempo, vivenciará algumas descobertas e cometerá pequenos delitos em busca de atenção, até ser aprisionado em um reformatório, levado pelos próprios pais. Em 1959, a obra foi vencedora do Festival de Cannes na categoria de melhor direção e indicada na categoria de melhor filme. Em 1960, foi indicado ao Oscar (Academy Awards) como melhor roteiro; e em 1961, indicado ao Bafta (British Academy of Film and Television Arts) como melhor filme e também na categoria ator revelação, para Jean-Pierre Léaud.

No dia 12/06, o Cineclube Henfil exibe o filme franco-japonês, de 1959, “Hiroshima mon amour”. Dirigido pelo cineasta Alain Resnais, a história é sobre um relacionamento entre uma atriz francesa casada (Emmanuelle Riva) em viagem a Hiroshima para fazer um filme sobre a paz. Lá ela conhece um arquiteto japonês (Eiji Okada) também casado, por quem se apaixona. Ela relembra o primeiro amor, um soldado alemão. O filme analisa a memória, a psicologia, o comportamento dos personagens, bem como os traumas que os afligem.

No dia 19/06, será a vez da exibição do filme francês de 1987, “Adeus, Meninos” (“Au revoir les enfants”). Dirigido, escrito e produzido por Louis Malle, o drama é baseado em eventos da própria infância do diretor. O filme conta a história de Julien Quentin (Gaspard Manesse), um garoto de 12 anos que frequenta o colégio St. Jean-de-la-Croix, em grandes dificuldades por conta da Segunda Guerra Mundial. Ele ganha um inimigo com a chegada de Jean Bonnett (Raphael Fejto), um introvertido garoto. Mais tarde, Julien descobre que o menino é judeu e os dois se tornam melhores amigos, mas a tragédia chega à escola quando a Gestapo invade o local. Em 1987, o filme ganhou o Leão de Ouro do Festival de Cinema de Veneza. Em 1988, recebeu o César (prêmio anual do cinema francês) em sete categorias, incluindo melhor diretor, melhor filme e melhor roteiro. No mesmo ano, no Oscar, foi indicado nas categorias de melhor filme estrangeiro e melhor roteiro original, e concorreu ao Globo de Ouro de melhor filme em língua estrangeira.

Encerrando a programação do projeto, no dia 26/06, será exibido o filme francês “Acossado” (“À bout de souffle”), de 1959, um dos mais emblemáticos da nouvelle vague, rodado em menos de quatro semanas. Foi o primeiro longa-metragem de Jean-Luc Godard e retrata o amor fatal entre um criminoso fugitivo, Michael Poiccard e Patrícia, uma jovem norte-americana aspirante à jornalista. Em 1960, o longa recebeu o Urso de Prata na categoria de melhor diretor e foi ndicado ao Urso de Ouro; em 1961, venceu na categoria de melhor filme na French Syndicate of Cinema Critics; em 1962, foi indicado na categoria de melhor atriz estrangeira (Jean Seberg) no British Academy of Film and Television Arts (Bafta). Em 1983 foi realizada nos Estados Unidos uma refilmagem da obra, que recebeu o título de A força do amor, e que foi estrelada por Richard Gere.

Cineclube Henfil
Como as vagas são limitadas por sessão (40 lugares), a secretaria distribui senhas 30 minutos antes da exibição do filme. Informações pelo telefone 3731-1432 ou pelo e-mail cineclubehenfilmarica@gmail.com.