Prefeitura abre 2ª Feira do Produtor e Artesanato de Maricá

0
860
A feira reúne produtos de agricultores, artesãos e artistas locais na Praça Conselheiro Macedo Soares, no Centro

Com os peixes até 60% mais baratos do que o preço do mercado, os moradores de Maricá aproveitaram esta sexta-feira (07/06) para comprar tilápia, sardinha e tanhota no Caminhão do Peixe da prefeitura. O frigorifico-móvel é uma das atrações da 2ª Feira do Produtor e Artesanato de Maricá, que acontece hoje e amanhã (08) na Praça Conselheiro Macedo Soares, no Centro. A feira de incentivo aos produtores, artesãos e artistas locais é uma iniciativa das secretarias municipais de Pesca, Aquicultura, Agricultura e Pecuária e de Turismo.

Cerca de 100 kg de peixes foram colocados à venda com preços especiais. O quilo da sardinha, tilápia ou tanhota foi comercializado por R$ 3,50. Moradora de Itapeba, Rosangela Rodrigues Tenório, de 50 anos, veio ao Centro para aproveitar a oportunidade. “Como a sardinha acabou, vou levar tilápia. Geralmente, pago R$ 7 no quilo da tilápia e hoje vou levar pela metade do preço”, comemorou Rosangela. Nas peixarias do Centro, o preço médio da tilápia é R$ 8,90 o quilo, a sardinha sai a R$ 5/kg e a tanhota a R$ 7/kg.

Segundo o secretário de Pesca, Aquicultura, Agricultura e Pecuária, Rubem Pereira, neste sábado a quantidade de pescado à venda no Caminhão do Peixe será ainda maior, já que a procura foi além das expectativas. “Vamos comprar cerca de 120 kg dos mesmos peixes oferecidos nesta sexta-feira”, declarou o secretário, acrescentando que o objetivo do projeto é incentivar a pesca no município. “O pescador tem a garantia de venda do produto porque compramos direto, sem intermediários”, completou.

O público também encontra na feira produtos orgânicos (sem agrotóxico) cultivados na cidade, como aipim, abóbora, rúcula, manjericão, laranja, maracujá, banana, limão, além de mel, queijo, ovos caipiras, geleias e doces em compota (laranja da terra, goiaba e gengibre em conserva). Nas barracas também estão sendo expostas peças de artesanato e esculturas, por exemplo.

Além de oferecer produtos locais de qualidade à população, a feira é uma oportunidade para estimular os pequenos agricultores e incrementar a renda de suas famílias. O apicultor Luiz Claudio Cole trabalha há 25 anos com mel e é a primeira vez que expõe seus produtos em uma feira. “Sempre vendi para amigos. Este projeto dá a oportunidade de vender direto para o consumidor, sem atravessadores. O importante deste projeto é o apoio que estamos recebendo da prefeitura”, destacou o apicultor.

A feira também conta com o apoio da secretaria municipal de Ações para Idosos. Durante o evento, os participantes da Casa da 1ª a 3ª Idade fazem apresentações de dança cigana. Promovido pela primeira vez no aniversário de 199 anos da cidade, há pouco mais de uma semana, o evento foi aprovado pela população e passa a fazer parte do calendário de eventos da prefeitura.

Música ao vivo

Além de aproveitar produtos agrícolas sem conservantes e levar para casa objetos de artesãos e artistas da cidade, o público ainda pode se divertir com música de qualidade no projeto “Sob o Céu, Sob o Sol de Maricá”, da secretaria municipal de Turismo. O cantor Edy Baiano, que se apresentou nesta sexta-feira ao meio-dia volta a tocar grandes sucessos da Música Popular Brasileira (MPB) neste sábado, no mesmo horário.