Escolas participam de novo projeto na Casa da Cultura de Maricá

0
815

Palhaços, música, museu e cinema se misturam no novo projeto que a secretaria municipal de Cultura de Maricá vem realizando às terças, quartas e quintas-feiras na Casa da Cultura.

Com sessões de manhã (9h30) e à tarde (14h), o projeto reuniu somente nesta terça (11/06) cerca de 40 crianças do 4º ano da E.M. Carlos Magno LeGentil de Mattos. Entusiasmados, os participantes interagiram com os palhaços Chapinha (Ronaldo Valentim), Severina (Mônica Salles) e Teleco (Paulo Ernani) e aprenderam, num show musical e cheio de brincadeiras, a como preservar o meio ambiente e conviver em harmonia com outras pessoas.

Cerca de 150 crianças já visitaram o projeto, voltado para o público infantil. Os visitantes são divididos em duas turmas. Enquanto uma delas visita o Museu Histórico, no andar superior do prédio – datado de 1811 e que já foi cadeia pública, prefeitura e Câmara Municipal –, a outra turma participa da apresentação dos palhaços, seguida de uma projeção cinematográfica. Esta semana, o filme apresentado foi “Meninos da Mata”, produzido pela Cia. Nós do Morro e que teve cenas rodadas em Maricá.

Segundo o compositor, cantor e ator Ronaldo Valentim, a ideia do show de palhaços surgiu da já tradicional visitação das escolas à Casa de Cultura. “Atuei como palhaço em festas infantis há alguns anos e a ideia do projeto surgiu quando percebi o volume de crianças que visitam outros projetos aqui na Casa de Cultura. Montamos então esta esquete, que ensina brincando, para somarmos às demais atrações, declarou.

Museu Histórico

A visita ao Museu Histórico de Maricá, coordenado pela museóloga Priscila Mataruna, é parte do projeto. Com a visitação ao passado do município, a garotada aprende lições de História, Geografia, Política e outras disciplinas. A guia Solange Arêas acompanhou a professora Celina Leda dos Santos e seus alunos do 4º ano da E.M. Carlos Magno. “É importante saber como o município foi fundado e se desenvolveu. Acredito que eles sairão hoje daqui com uma visão mais aguçada da história da cidade onde vivem”, declarou.

Os alunos Breno dos Anjos, 9 anos, e Axel Vasconcellos, de 10 anos, declararam a vontade de retornar ao museu. “Aprendemos sobre a vida dos escravos, sobre o primeiro aparelho de TV em Maricá, sobre ciganos e pescadores. Queremos vir mais vezes”, disseram. Maria Eduarda e Sara Napoleão, de 9 anos, também adoraram a experiência. “Gostamos de tudo. Dos palhaços, do filme, do museu. Aprendemos que não se joga lixo no chão e que é importante preservar os rios e as matas, tratar bem as pessoas e os animais, para a gente viver em um mundo melhor”, resumiram.