“Ataque das formigas gigantes” na Casa de Cultura de Maricá

0
1005
“Ataque das formigas gigantes” na Casa de Cultura de Maricá

Quem atravessa a Praça Orlando de Barros Pimentel desde o último domingo, dia 23/06, se surpreende com a visita de 25 formigas gigantes saídas de um grande formigueiro na porta da Casa de Cultura de Maricá.

A intervenção, fruto da criatividade dos artistas locais Rosaura e Alexandre Shiachticas, foi intitulada “Formigas Trabalhadoras” e preparada com cocos recolhidos no lixo e galhos de palmeiras. O trabalho, segundo os autores, surgiu da observação de que muitos cocos são facilmente encontrados caídos no chão, sem utilidade. “Estava limpando um coqueiro e comecei a viajar na semelhança entre os cocos e a forma do corpo das formigas e aí não resisti em criar a exposição. Espero surpreender as pessoas”, declara o artista, que pretende expor trabalhos similares em municípios da região, como Cabo Frio e Armação de Búzios, além de países como França e Itália – onde ele já trabalhou. “O coco nos permite recriar macacos e libélulas e eles serão temas de nossos próximos trabalhos”, antecipa Alexandre.

Morador de Bambuí, Alexandre tem 59 anos e vive há mais de 50 em Maricá. Começou, ainda criança, a pintar quadros e vitrais e não parou mais. Ao longo de sua carreira artística, já participou de cursos na França e na Itália. Numa dessas oportunidades, em Veneza, criou um anjo em argila de mais de dois metros de altura.

Além disso, Alexandre e Isaura também foram os responsáveis pela restauração da casa do professor e antropólogo Darcy Ribeiro, no bairro de Cordeirinho – onde se destaca uma escultura de Darcy. Também são deles as esculturas em bronze dos imortais Antônio Callado, João Saldanha, Darcy Ribeiro e Maysa Matarazzo sentados à mesa de um bar – obra instalada na margem do canal da Cidade, no Centro.

A obra “Formigas Trabalhadoras” segue até o dia 12 de julho na fachada da Casa de cultura de Maricá.