Musicais do cinema serão exibidos no Cineclube Henfil

0
370
"Billy Elliot" abre a série de filmes de setembro do Cineclube Henfil de Maricá

O Cineclube Henfil de Maricá apresenta este mês grandes musicais do cinema mundial e um documentário especial sobre os escravos. Todas às quartas-feiras de setembro, o projeto da secretaria municipal de Cultura exibe gratuitamente os filmes a partir das 19h, na Casa de Cultura. O Cineclube Henfil homenageia todo mês autores consagrados do cinema mundial. Haverá distribuição de senhas 30 minutos antes de cada sessão.

Na abertura do festival, o público vai assistir nesta quarta-feira (04/09) o sucesso “Billy Elliot” (2000 – Inglaterra). Com 1h50, o filme é o primeiro longa-metragem do diretor Stephen Daldry, que já produziu mais de cem peças teatrais na Inglaterra.

A história é sobre Billy Elliot (Jamie Bell), um garoto de 11 anos, órfão de mãe e que vive numa pequena cidade inglesa, onde o principal meio de sustento são as minas do município. Obrigado pelo pai a treinar boxe, ele se encanta com o balé através de aulas de dança clássica realizadas na mesma academia onde pratica a luta. Ele resolve ser bailarino mesmo contrariando o pai e o irmão mais velho.

O filme recebeu ganhou três prêmios da British Academy of Film and Television Arts nas categorias melhor filme britânico, melhor ator (Jamie Bell) e melhor atriz coadjuvante (Julie Walters). A atriz ainda recebeu duas indicações na mesma categoria para o Oscar e Globo de Ouro. “Billy Elliot” ainda foi indicado outras duas vezes para o Oscar (melhor diretor, Stephen Daldryl, e melhor roteiro original) e como melhor filme dramático para o Globo de Ouro.

Musicais e documentário especial

Neste mês, o Cineclube Henfil exibe também “Chicago” (11/09), “Cantando na Chuva” (18/09) e “Cais do Valongo, sangra da terra” (25/09), um documentário sobre a escravidão no Brasil. Durante as obras do Porto Maravilha, na Zona Portuária do Rio, foram encontradas as ruínas do Cais do Valongo, considerado o maior ponto de escravos das Américas no século XVIII.

A Casa de Cultura fica na Praça Orlando de Barros Pimentel, no Centro.