Assistência Social e ONG Projeto Legal inauguram Escológica em Itaipuaçu

0
1791

A Secretaria Municipal de Assistência Social e a ONG Projeto Legal assinaram, nesta terça-feira (15/10), um termo de cooperação técnica para a operação do espaço Escológica, em Itaipuaçu. A casa, inaugurada durante a mesma solenidade, vai aliar as ações de assistência social à qualificação profissional, voltada principalmente para os setores de Turismo, Ecoturismo e Hotelaria.

Durante a cerimônia, o presidente da ONG, Carlos Nicodemos, definiu o trabalho no novo espaço. “Somos uma instituição com orientação republicana, democrática. Por isto, procuramos ouvir as pessoas daqui para montarmos um trabalho com base na realidade local”, informou. “Temos diversos programas de direitos humanos e cidadania voltados para a inclusão social dos jovens”, acrescentou.

Para a secretária municipal de Assistência Social, Laura Maria Vieira da Costa, a Escológica – cujo trabalho conhece de longa data, vem somar-se aos esforços do governo municipal como suporte nas questões sociais. “O Projeto Legal dará assistência legal e jurídica aos menores em medidas socioeducativas. Trabalharemos em rede, com as secretarias de Educação, Saúde, e Direitos Humanos, entre outras”, comentou. Convidado para o evento, o secretário de Assuntos Religiosos, pastor Sérgio Luiz de Souza, colocou a pasta a serviço da nova instituição. “Queremos contribuir também para um trabalho tão bonito e importante para a sociedade”, concluiu. Estavam também presentes o coordenador de Comunicação do governo, Jorge Castor, e o secretário de Iluminação Pública, Adelso Pereira, entre outros.  

O imóvel onde vai funcionar o projeto, na Rua Gisele (antiga 51), tem sete suítes e três quartos comuns, piscina e campo de futebol. Segundo a coordenadora da Ong, Ana Clara Matos, o intuito é acolher jovens que tiveram seus direitos violados. “O que fazemos é criar um plano de vida para essas pessoas”, explica Ana, que ressalta ainda os quase 20 anos de fundação da instituição, que tem sede no Rio. “O espaço de Maricá será nossa terceira base”, revela.

Atividades

Foram apresentadas atividades esportivas e sociais como slackline, palestra com a escritora mirim Nathany Fernandes e oficina de pintura com o artista plástico Thai Bunheirão, futebol society (amistoso com "Real Madrid" e Atletas de Cristo), tiro com arco (CBTarco), natação (nadadores Mariana Mello, Pedro Mello, e João Vítor, atleta paraolímpico da Andef), dança do ventre e cigana com a dançarina mirim Thayná Muniz.

Texto: Fernando Uchôa

Fotos: Fernando Silva