Secretária de Saúde apresenta avanços da área à Câmara Municipal

0
913
Ampliação de equipes de atendimento, reativação de programas e reforma das unidades de saúde estão entre as recentes conquistas
A secretária municipal de Saúde, Janete Valadão, apresentou nesta quarta-feira (06/11) à população, em sessão na Câmara dos Vereadores, um balanço das ações e avanços na rede municipal em 2013. Segundo a secretária, de janeiro deste ano, quando assumiu a pasta, até setembro, a secretária e sua equipe planejaram e executaram uma profunda transformação no modelo de gestão, que já começa a apresentar melhorias significativas no atendimento à população.
Bons exemplos não faltam e foram amplamente discutidos no encontro com os vereadores. Para melhorar as condições físicas dos postos municipais e do Hospital, foram realizadas obras de reparo emergencial em prédios públicos (o Posto de Saúde da Família de Ponta Negra, o Centro de Especialidades Odontológicas do Boqueirão, o Posto de Saúde do Barroco em Itaipuaçu e a emergência do Conde Modesto Leal estão entre os locais reformados). Além disso, o Posto de Saúde de Santa Rita foi reativado e está aberto 24 horas por dia, todos os dias da semana.
“Conseguimos com muito esforço completar o quadro diário de profissionais na emergência do Hospital, cumprindo o que está preconizado numa resolução do Conselho Regional de Medicina para hospitais de porte 3, como é o Conde Modesto. Hoje, a cada plantão de 24 horas temos uma equipe com 3 clínicos, 2 pediatras, 2 ortopedistas, 2 obstetras e 1 anestesista. A maior dificuldade foi trazer ortopedistas. No início do ano a média era de 2 numa semana inteira, o que significa que não conseguíamos ter ortopedistas todos os dias. Hoje são 14 por semana”, exemplificou Janete, que estava acompanhada no plenário pelo diretor do Hospital, Dr. Wilson Alvarenga.
Foco na qualidade de atendimento e na valorização do profissionais
Decisões importantes foram tomadas também na administração de programas de Atenção à Saúde Básica – essenciais para as políticas de prevenção. Entre os destaques, a secretária destacou a descentralização, a partir de agosto, da aquisição do Cartão SUS em Maricá (hoje disponível em todos os postos), a recuperação de veículos para garantir a periodicidade das visitas das equipes de Saúde da Família e a implantação do Programa de Planejamento Familiar, que orienta e providencia cirurgias de vasectomia para pais e laqueadura de trompas para mães.
“Em Saúde, tudo é urgente. Por isso, ao mesmo tempo em que revimos procedimentos de atendimento e outras questões burocráticas, reativamos projetos e providenciamos intervenções prediais importantes para garantir qualidade nos serviços e conforto aos pacientes”, completou a secretária.
Outro ponto destacado na apresentação foi o esforço para melhorar as condições de trabalho dos profissionais. “Uma questão urgente é a remuneração do nosso servidor, que ainda está aquém do ideal. Mas com a sensibilidade do prefeito Washington Quaquá já conseguimos, por exemplo, equiparar os salários dos profissionais do Hospital, que estavam com valores defasados, com os da UPA”, ressaltou.
No fim da sessão, os vereadores foram unânimes ao afirmar que já haviam observado nas ruas a diminuição de queixas relacionadas à rede municipal de saúde. Presidente da Câmara Municipal, o vereador Fabiano Horta elogiou a atual gestão e aproveitou para reforçar que o executivo tem assumido responsabilidades que vão além de suas obrigações para garantir um serviço de qualidade à população. “A secretária mencionou esta noite que até hoje o Governo do Estado não contribuiu com um centavo para o custeio da UPA de Inoã, apesar dos apelos do governo. Isso significa que, em um ano, a Prefeitura realizou um investimento adicional de R$ 4,8 milhões para não paralisar os serviços na UPA. Quero afirmar que esta Casa Legislativa vai preparar uma moção de repúdio ao Governo do Estado”, declarou Fabiano.