Arte de Maricá será exposta na 53ª Feira da Providência

0
778
Arte de Maricá será exposta na 53ª Feira da Providência

A riqueza da arte de Maricá se fará representar na 53ª Feira da Providência, um dos principais eventos culturais do Rio de Janeiro. O evento, tradicional na cidade, apresenta hábitos, tradições e costumes de diversos locais do mundo. A feira acontecerá de 20 a 24 de novembro, das 12h às 23h, no Riocentro, e a Prefeitura de Maricá pela primeira vez terá um estande próprio que permitirá a exposição e venda dos mais variados tipos de artesanato e produtos típicos.

Numa área de 32m2, os visitantes poderão conhecer as peculiaridades de 20 artistas maricaenses, como as peças de cerâmica de Edmundo Colaço, o trabalho manual do artista plástico Rafael Cavalcante, que produz esculturas com sucata e materiais descartados e as esculturas em terracota da moradora de Cordeirinho Maria Emília de Magalhães Minhava, artisticamente conhecida como Milla, que, inclusive, já foram doadas a Madonna e a Danielle Miterrand (viúva do ex-presidente da França, François Miterrand).

Quem também não poderia ficar de fora é a artesã maricaense Benedita Rosa do Amparo Barros. Conhecida como Dona Benedita, ela produz artesanato com palha de taboa (uma planta aquática que nasce de forma abundante em brejos). Há mais de sete gerações, sua família trabalha com a fibra recolhida, cortada, separada, secada, ripada, raspada e trançada para que, depois de costurada, se transforme em diversos produtos artesanais, como esteiras, tapetes, cestos de vários tipos, bolsas, jogos americanos, suporte para panelas e chinelos. A intenção da secretaria de Cultura é levar Dona Benedita para a feira em dois dias (20 e 23/11) para que ela produza alguns produtos no local e assim valorize ainda mais a riqueza de seu trabalho.
 
A expectativa dos artistas é enorme. Milla já separou algumas esculturas que pretende levar e sente-se muito honrada com o convite da prefeitura. “É uma ótima oportunidade vendermos nossos produtos para pessoas de diversos locais do mundo”. Já para o artista Rafael Cavalcante, mais importante que a venda é a possibilidade de divulgar o trabalho. “É fantástico podermos estar num local de grande circulação de pessoas o que permite um intenso intercâmbio cultural”, afirma.

A prefeitura também vai levar um dos projetos culturais de maior sucesso nos últimos tempos, o Sala Cult, com o Tributo a Chico Buarque. Ainda em datas a serem programadas, também serão realizados shows promovidos pelo projeto da secretaria de Turismo, “Sob o Céu, Sob o Sol de Maricá”, e a participação dos idosos da Casa do Idoso Mais Feliz com a apresentação da Dança Cigana.  Também será exibida parte dos banners da exposição sobre a história de Maricá organizada pela historiadora Maria Penha de Andrade Silva e a arquiteta urbanista Renata Aymoré Araújo Gama.

Para o secretário municipal de Cultura, Sérgio Mesquita, a participação de Maricá na feira permite apresentar as tradições maricaenses para o mundo. “O objetivo é resgatar as tradições e os costumes da cidade como forma de manter viva a nossa arte”, destacou o secretário.
Realizada pela primeira vez em 1961 no Clube Piraquê, a Feira da Providência recebe anualmente, em média, cerca de 300 mil pessoas em seus vários pavilhões.