Forúm da Saúde debate maneiras de lidar com o próximo

0
686
Secretária Municipal de Saúde, Fernanda Spitz (em pé), participou da mesa de debate

O I Fórum Humaniza Maricá, realizado pela Secretaria Municipal de Saúde e pela Subsecretaria de Humanização, aconteceu na quinta-feira (10/04), das 8h às 17h, no Palladon Festas, no Flamengo. O evento integra as comemorações de aniversário de 10 anos da Política Nacional de Humanização, festejado em todo o Brasil e que visa produzir mudanças tanto na valorização dos profissionais de saúde quanto na garantia dos direitos dos usuários.  Segundo Andrea Oliveira, subsecretária de Humanização do município, o fórum é um marco para Maricá e será o primeiro de muitos que virão.

 

O evento foi conduzido, em momentos distintos, por Francilene Tomaz, subsecretária de Controle Interno; Camila Moraes, subsecretária de Administração; Luís Fernando, subsecretário de Finanças; Fernanda Spitz, secretária de Saúde; Andréa Oliveira, subsecretária de Humanização; Fábio Rodrigues, subsecretário de Recursos Humanos e os palestrantes Vivian Linhares, que é especialista em Obstetrícia; o doutorando Rene Spezani; e a coordenadora do setor de Psicologia no HCML, Vera Serafim. Entre os presentes estavam enfermeiros, técnicos de enfermagem, alunos de faculdade e demais representantes da sociedade.

O dia foi marcado por diferentes trabalhos e palestras. O objetivo principal foi colher ideias e pensamentos para desenvolver no Hospital Conde Modesto Leal de Maricá (HMCML) uma nova visão humanizada de como lidar com o próximo. “Humanizar significa você se colocar no lugar do outro e pensar uma nova ética de conduta. É um novo olhar ao lidar com o próximo. Nós começamos a humanizar pessoas. Isso não é fácil! Nosso objetivo é fazer com que o HMCML seja conhecido como um hospital de assistência humanizada, de modo que todos sejam munidos de saber, compromisso, participação e amor ao outro”, afirmou a doutoranda e coordenadora da Educação Permanente, Martinha Calderaro.

Para a Secretária de Saúde, Fernanda Spitz, a responsabilidade é mais do que técnica. “Temos compromissos éticos e sociais também. Nós queremos construir uma realidade diferente da nossa assistência para com a população. Para gerar um SUS (Sistema Único de Saúde) de qualidade, nossos profissionais precisam ter condições adequadas de trabalho e que deem importância para os nossos usuários. É um sonho realizado, algo que a gente almejava para Maricá há muitos anos. Assistir a plenária lotada, os profissionais participando e a integração da equipe, mostra-nos que é possível fazer um SUS viável e integral para a população”, declarou emocionada.

Quem também participou do fórum foi a Companhia de Teatro da Secretaria de Cultura de Maricá e a banda Amigos da Cultura, que passaram suas mensagens por meio da música e esquete.  Destaque ainda para a atuação dos Humanizadores da Alegria, que animaram os presentes.

No final das atividades, a subsecretária municicpal de Humanização, Andrea Oliveira, agradeceu a equipe e homenageou funcionários do HMCML, das áreas de cozinha, limpeza, enfermagem e recepção. “São pessoas que se dedicam com empenho à população”, disse Andrea.