Linhas de crédito do Bolsa Mumbuca estarão disponíveis a partir de 1º de junho

0
1043
Mais 1.200 cartões do programa Bolsa Mumbuca foram entregues hoje (09/05). Atualmente, sete mil famílias recebem 70 Mumbucas por mês

A partir de 1º de junho estará disponível a linha de crédito do programa Bolsa Mumbuca para quem pretende iniciar ou adquirir insumos para o seu microempreendimento.  A informação foi dada pelo secretário municipal de Direitos Humanos, Miguel Moraes, durante a cerimônia de entrega de 1.200 cartões da Moeda Social Mumbuca, nessa sexta-feira (09/05), na Praça Orlando de Barros Pimentel.

A linha de crédito, de até 15 mil Mumbucas (equivalente a R$15 mil), beneficiará microprodutores, microempreendedores, agricultores familiares, pescadores, artesãos e pequenos comerciantes. O projeto completará o projeto Moeda Social Mumbuca, criado pela Prefeitura de Maricá e administrado pelo Instituto Palmas.  Atualmente, cerca de sete mil famílias recebem o benefício mensal de 70 Mumbucas (equivalente a R$ 70). De acordo com o secretário, o financiamento terá juros de acordo com a média de inflação e carência de acordo com a produção ou ciclo de colheita. “Este é o crédito que o pescador, por exemplo, vai ter para comprar uma rede nova ou reformar seu barco. O foco são essas pessoas que mantém uma atividade ou querem começar”, afirmou.

Miguel Moraes garantiu ainda que os efeitos da circulação da Mumbuca na cidade já começaram a aparecer. “Os pequenos comércios estão crescendo com os benefícios que a moeda proporciona. Temos o exemplo de um sacolão no Flamengo que, em menos de um ano, já se tornou um mercado. Está sendo bom para os dois lados, quem vende e quem compra”, disse ele.

Entrega de mais 1.200 cartões

A cerimônia de entrega dos 1.200 cartões Mumbuca ocorreu na Praça Orlando de Barros Pimentel, com a participação do coral Alegria de Viver, da Secretaria de Ações para Idosos. Além do secretário municipal de Direitos Humanos, Miguel Moares, estiveram presentes a secretária de Trabalho e Emprego, Maria de Fátima Pacheco; a secretária de Educação, Adriana da Costa; a secretária de Ações para Idosos,  Lezirré Figueiredo; e o coordenador do Instituto Palmas, João Joaquim de Melo.

Criada com o intuito de combater a pobreza extrema na cidade e aquecer o comércio local, a Moeda Social Mumbuca é direcionada à população de baixa-renda, que recebe mensalmente 70 Mumbucas (equivalente a R$70). “Em apenas quatro meses de implantação, a Mumbuca já arrecadou uma média de R$ 12,5 mil para cada comerciante que aderiu ao programa. É um número bastante expressivo em nível nacional”, garantiu João Joaquim.

As pessoas que receberam o cartão demonstraram satisfação e alegria. “Meu marido trabalha como autônomo e nem sempre conseguimos nos manter. Esse dinheiro vem numa hora muito boa”, disse a dona de casa Célia Maria Barroso Silva, de 49 anos e mãe de duas filhas. “Vou poder me equilibrar um pouco agora. Crio meus filhos sozinha e qualquer ajuda é sempre bem vinda”, celebrou Raquel Mesquita, de 38 anos, também mãe de dois filhos e atualmente desempregada. Cada uma das mulheres que foram ao evento receberam ainda uma flor para lembrar a semana do Dia das Mães.