Maricaenses participam de ação da Saúde

0
377
Ação ocorreu na praça do loteamento Manu Manoella, em São José do Imbassaí

A equipe do Programa Estratégia Saúde da Família (ESF) São José II realizou, na quarta-feira (23/07), das 09h às 16 horas, o “Primeiro ESF São José Comunitário”, que ocorreu no loteamento Manu Manoella, em São José do Imbassaí. Entre os serviços oferecidos, que também atenderam os moradores do loteamento Walmar, exame Papanicolau ou preventivo, consultas médicas e com nutricionistas, verificação de glicose, pressão arterial e do índice de massa corpórea (IMC), aplicação de flúor, acompanhamento do Bolsa Família, além da realização de cadastro nos programas ESF e Moeda Social Mumbuca. A iniciativa contou com a parceria da Associação de Moradores da localidade.

Para a coordenadora do programa, Luana Duarte Rodrigues, a ação foi pensada para oferecer atendimento à população que mora distante do posto e, ao mesmo tempo, aumentar o vínculo entre moradores e os profissionais da Estratégia de Saúde da Família. “Dessa forma, trazemos a promoção de saúde e a prevenção de doenças para perto da população que mora um pouco mais distante da ESF. Isso é o que a  gente espera. Estar próximo da comunidade e trabalhar em conjunto com a Associação de Moradores”. Segundo o médico uruguaio Ney Bertis, que integra o programa Mais Médico, do governo federal, a ação é inovadora. “Estamos trabalhando e desejamos que não seja a última. A população está gostando, pois agora tem mais tempo com o médico, com as enfermeiras e com os agentes comunitários”.

Durante o dia, crianças e adultos foram atendidos pelos profissionais. Os que não conseguiram atendimento médico tiveram a consulta agendada. Todos elogiaram a iniciativa. “Estou feliz e dou nota 10. Cheguei aqui às 9 horas e valeu”, disse Leda Araújo Figueiredo, de 82 anos. “Essa ação é importante. Fiz preventivo há um ano e repeti hoje para saber se está tudo bem”, contou Rosânia Carvalho Porto, de 53 anos. “Aproveitei para passar pela consulta e o médico me pediu exames.  Quando eu tiver feito levo para ele no posto”, completou Margarete Leandro da Silva, de 43 anos.