Saúde realiza festa de Páscoa em aldeias indígenas de Maricá

0
765
Crianças da aldeia Iguaçu Hovy (Mar Azul), em Itaipuaçu, ganharam ovos de Páscoa e ainda desfrutaram de um completo café da manhã

A Secretaria Municipal Adjunta de Saúde realizou nesta quarta-feira (01/04), por meio do Programa de Atenção à Saúde Indígena de Maricá, uma festa em comemoração à Páscoa para as crianças das aldeias indígenas de Itaipuaçu e São José do Imbassaí.

Pela manhã, quinze crianças e familiares participaram de um café da manhã na aldeia Iguaçu Hovy (Mar Azul), em Itaipuaçu. Em seguida, a dentista das aldeias indígenas de Maricá, Lohayne Belbuche, conversou com as crianças a respeito da importância da escovação dos dentes. “Todas as semanas fazemos este tipo de trabalho. Entre nossas ações, oferecemos instruções de higiene oral e orientamos sobre nutrição, plantio e o que fazer após comer”, declarou a dentista.

A enfermeira e coordenadora do Programa de Atenção à Saúde Indígena de Maricá, Rosane de Oliveira das Neves, explicou que objetivo do evento é comemorar a Páscoa e também orientar sobre coleta de lixo, perigo e prevenção a dengue. “Fizemos a distribuição de ovos de Páscoa, mas também trouxemos sacos de lixo para fazermos juntos um mutirão de limpeza do ambiente e mostrar a importância de se jogar o lixo na lixeira e, assim, evitar ratos, cobras e mosquitos”, afirmou a coordenadora. 

A apresentação musical espontânea das crianças indígenas foi o ponto máximo do evento. Enquanto o cacique Félix Karai tocava violino, as crianças cantavam em guarani, dançavam e uma tocava violão. Foram ao todo quatro canções. O cacique explicou que a primeira música lembrava a Páscoa, pois falava de Jesus Cristo que morreu na cruz; a segunda dizia respeito a força e coragem; a terceira, sobre a música que a tribo guarani toca; e a última música falava sobre caminhar juntos e transmitir alegria.

Festa também em aldeia de São José do Imbassaí

Na aldeia Tekoa kaaguy Hovy Porã, em Mata Verde Bonita, em São José do Imbassaí, a diversão aconteceu na parte da tarde. A equipe de saúde ofereceu um lanche e distribuiu ovos de Páscoa para 22 crianças. De acordo com a pajé da aldeia, Lídia Nunes, essa iniciativa é muito importante para as crianças. “Com isso elas têm alegria. A gente fica muito contente”, disse.  

A secretária municipal adjunta de Saúde, Fernanda Spitz, contou que comemorar a Páscoa com as crianças indígenas é motivo de honra. “Estamos juntos para que crianças, adolescentes, jovens, homens e mulheres indígenas sejam cada vez mais melhor cuidados e felizes. Eles merecem”, declarou.