Cineclube Henfil exibe “Alemanha, Ano Zero” nesta quarta

0
529
Filme foi gravado na cidade alemã de Berlim em ruínas após a Segunda Guerra Mundial

Filme foi gravado nas ruínas de Berlim após a Segunda Guerra Mundial. Sessão é gratuita e começa às 19h, na Casa Digital, no Centro

O Cineclube Henfil de Maricá, projeto da Secretaria Municipal Adjunta de Cultura, apresenta nesta quarta-feira (08/04) um filme que retrata uma cidade devastada após a Segunda Guerra Mundial. Vencedor do Festival Internacional de Locarno (Suíça), “Alemanha, Ano Zero” (1948 – Itália / França) foi feito nas ruínas de Berlim. A sessão é gratuita e será exibida às 19h, na Casa Digital (Praça Dr. Orlando de Barros Pimentel, Centro).

Dirigido pelo italiano Roberto Rossellini, este é o terceiro longa-metragem da Trilogia da Guerra, formada ainda por “Roma, Cidade Aberta” (1945) e “Paisá” (1946). Com 78 minutos de duração, a história é sobre Edmund (Edmund Moeschke), um garoto muito pobre que trabalha para sustentar o pai doente e os irmãos mais novos. Um dia, ao conversar com um antigo professor (Erich Gühne), fala do seu pai enfermo e entende ter recebido um conselho para matar seu pai. Ele começa a pensar na ideia.

Nesta obra neo-realista, a produção retrata o sofrimento da sociedade europeia de uma cidade devastada pela guerra, explorando todas as mazelas e relações sociais, econômicas e de poder. Para transmitir tudo da maneira mais real possível, a produção abriu mão de caros cenários e atores renomados e todas as cenas foram feitas com atores amadores das ruas de Berlim, aproveitando a luz natural do ambiente. O neo-realismo marcou a segunda metade do século XX e foi uma importante corrente artística com o fim da Segunda Guerra Mundial. No cinema, os diretores procuravam descrever a realidade com objetividade, sem uso de poesia ou recursos artificiais. Na Itália, o movimento ganhou força e inspiração na resistência durante a guerra e na luta contra o fascismo.

Este mês, o Cineclube Henfil exibirá ainda três filmes que abordam o nazismo, suas consequências e a queda do ditador Adolf Hitler. A programação inclui “Uma mulher contra Hitler” (15/04), “A Fita Branca” (22/04) e “A Queda” (29/04). Na semana passada, o projeto municipal apresentou “O Ovo da Serpente”.