Programa “Maricá+Verde” inicia plantio de mudas no condomínio no programa “Minha Casa, Minha Vida”, em Itaipuaçu

0
502
Foram plantadas 100 mudas nativas da Mata Atlântica e plantas frutíferas nas áreas verdes que cercam os 184 blocos

O projeto “Maricá+Verde” de plantio de mudas, criado e implantado pela Secretaria Municipal Adjunta do Meio Ambiente, realizou nesta quinta-feira (14/05) o plantio de mais um lote de mudas nativas no condomínio Carlos Marighella, em Itaipuaçu, onde foram construídas 1.472 unidades habitacionais do programa “Minha Casa, Minha Vida”. Foram plantadas 100 mudas nativas da Mata Atlântica (entre elas, pés de Ypê e de Sibipiruna) e plantas frutíferas (pitangueira, ameixeira) nas áreas verdes que cercam os 184 blocos do condomínio.

As áreas de convívio dos moradores, como praças, quadras, quiosques com churrasqueiras e salão de festas, receberão o plantio de mudas sombreiras, garantindo benefícios, como conforto térmico, aumento da umidade relativa do ar, valorização do imóvel e a aproximação dos moradores com a natureza.

O secretário municipal adjunto do Meio Ambiente, Guilherme Mota, ressaltou a importância da ação em Itaipuaçu. “O plantio na área do condomínio é de vital importância, visto que quanto maior a área verde, melhor é a qualidade de vida no local. O objetivo é fazer com que a população possa desfrutar dos momentos de lazer e contato com a natureza”, finaliza Guilherme.

É de extrema importância que os moradores participem do processo de manutenção e acompanhem o crescimento das mudas. A Secretaria Municipal Adjunta do Meio Ambiente realizará palestras periódicas para os moradores no próprio condomínio, tendo como objetivo a criação da consciência com a preservação da arborização urbana.

Ari Dória, engenheiro civil da construtora Sertenge, responsável pela construção dos dois condomínios do “Minha Casa, Minha Vida” em Maricá falou da importância da arborização. “Maricá tem um sol muito quente. Com a arborização, o condomínio terá mais sombras, ocasionando um ar mais puro. Os moradores irão se sentir bem mais confortáveis com isso. Olhando pelo lado estético, ganhará um toque de beleza. Ficará mais bonito do que já está”, completa.