Curso do Ministério da Saúde capacita agentes comunitários e técnicos de enfermagem

0
736
Curso, que aconteceu no CEU, terá carga horária de 60 horas, sendo 40 de aulas teóricas e 20 para prática

A Secretaria Municipal Adjunta de Saúde, em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz, iniciou nesta segunda-feira (08/06) o curso “Caminhos do Cuidado”, do Ministério da Saúde, no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU). O objetivo é capacitar os agentes comunitários de saúde e os técnicos de enfermagem da Estratégia Saúde da Família (ESF) na área da saúde mental com ênfase em álcool, crack e outras drogas.

Segundo a coordenadora do programa ESF em Maricá, Luana Rodrigues, a ideia é capacitar 100% destes profissionais, cada turma tem 40 alunos e essa é a terceira de quatro turmas para que a meta seja alcançada. “Nosso maior desejo é qualificar os profissionais da Estratégia Saúde da Família a terem uma escuta mais apurada e sem preconceitos quanto aos usuários e familiares, de forma que possamos acolhê-los e reduzir os danos do álcool, crack e outras drogas", avaliou. "Assim, consequentemente, poderemos oferecer melhor qualidade de vida a essas pessoas”, disse. 

Tutora do projeto “Caminhos do Cuidado”, a enfermeira de Saúde Pública Amneris Silva Ribeiro do Vabo explicou que o trabalho é direcionado à Atenção Básica e visa dar visibilidade à questão das drogas. “O tema é importante para os profissionais, para as famílias e para a sociedade. Queremos sensibilizar os profissionais e desconstruir preconceitos”, afirmou. “Entre as estratégias utilizadas no curso estão vídeos, dinâmicas e palestras. Pegamos textos que os alunos receberam nos kits e fazemos a abordagem de acordo com a prática e experiência dos profissionais”, completou. 

A técnica de enfermagem do PSF de Guaratiba Viviane Batista Pinto tem expectativa é de ampliar seus conhecimentos. “Esse curso sobre drogas vai nos ajudar a atender melhor nossos pacientes. É muito importante aproveitar a oportunidade que estamos recebendo”, disse. Formada em Educação Física, a agente comunitária de saúde Monike Cristina de Almeida, do PSF Mumbuca, também vê no curso uma oportunidade para ampliar conhecimentos. “Há muita gente na comunidade que enfrenta esse tipo de problema. Esse curso vai me ajudar muito”, concluiu.

“A ideia deste curso em parceria com a Fiocruz é preparar cada vez mais nossos funcionários a trabalharem dentro da construção das redes e linhas de cuidado”, afirmou a secretária municipal adjunta de Saúde, Fernanda Spitz.

O curso terá carga horária de 60 horas, sendo 40 de aulas teóricas e 20 para prática. Serão ao todo cinco encontros, com aulas nos dias 15, 22, 29 de junho e término em 6 de julho. Cada aluno recebe um kit com mochila, caneta, camisa e caderno.