"Doutores Palhaços" fazem a alegria de pacientes e profissionais da saúde em Maricá

0
791
Hospital Municipal Conde Modesto Leal (HMCML) recebeu a visita dos "Doutores Palhações" no último sábado, dia 13

A Secretaria Municipal Adjunta de Saúde, por meio da Subsecretaria de Humanização e do Programa de Educação em Saúde, recebeu neste sábado (13/06), no Hospital Municipal Conde Modesto Leal (HMCML), a visita dos “Doutores Palhaços”, do Grupo + Sorriso. Alegria foi a palavra de ordem durante a visita, que animou tanto os profissionais da saúde, quanto os pacientes do hospital.

“O processo de trabalho está vinculado ao cuidado de forma lúdica, em que um momento de dor pode ser aliviado, favorecendo no tratamento e no pronto restabelecimento dos usuários”, afirmou o coordenador do programa Educação em Saúde em Maricá, Gilson Andrade, responsável pela atividade. A subsecretária de Humanização, Andrea Oliveira, destacou a importância da visita dos “Doutores Palhaços”. “Essa atividade servirá também para capacitar profissionais voluntários em Maricá de forma a futuramente criarmos uma equipe de palhaços no município para desenvolvermos também esse tipo de trabalho no hospital”, declarou. 

O Grupo + Sorriso é composto por jovens voluntários de Itaboraí e atua na Atenção Básica, em campanhas de vacinação de crianças, casas de passagem de idosos, Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), e outros. “É encantador quando a gente chega e pacientes e profissionais são impactados”, relata João Vitor da Costa, responsável pelo grupo e coordenador de Educação em Saúde de Tanguá. Ainda segundo ele, os profissionais do grupo são especializados em “Palhaçaria Hospitalar”. Na visita de sábado, estiveram presentes os componentes Júnior como doutor Leleco; Manu, a doutora Cafona; e Kivia, a doutora Kika.

Para a doméstica Rosangela Pereira, que levou os filhos para uma consulta, os palhaços alegram quem está precisando de ajuda médica. Quem estava internado também gostou. O ajudante de serviços gerais Francisco José Pinto de Souza ficou surpreso com a visita inesperada. “Foi Deus quem mandou os palhaços me visitarem”, afirmou. Quem estava feliz com a chegada da primeira filha e sorriu ainda mais foi a dona de casa Daiana Ferreira. “Gostei muito da simpatia deles”. A dona de casa Luciana de Oliveira comentou que a visita alegrou o filho internado e de todas as crianças que estavam no local. Para a técnica de enfermagem Delza Cristina, os palhaços proporcionam a interação entre a criança e a sociedade, além de alegrar os profissionais de saúde também.

A Secretária municipal adjunta de Saúde, Fernanda Spitz, ressaltou que a parceria com os palhaços do Grupo + Sorriso fortalece o processo de humanização da assistência no hospital. “Acreditamos que a meta prioritária é promover a saúde de qualidade, igualitária e humanizada. Agradecemos a vinda voluntária desses profissionais, que assim como nós militam para melhorar a qualidade de vida das pessoas”, ressaltou.