Ação ambiental recolhe resíduos da orla de Araçatiba

0
520
Foi recolhido mais de uma tonelada de resíduos da orla de Araçatiba, em iniciativa que mobilizou crianças, jovens e adultos

Mais de mil quilos de resíduos foram recolhidos no último sábado (13/6) durante uma ação que mobilizou crianças, jovens e adultos na orla de Araçatiba, próximo ao Centro de Maricá. O grupo percorreu uma área de aproximadamente 17 mil metros quadrados à beira da lagoa e, em apenas duas horas, arrecadou a analisou materiais que iam desde garrafas pet, papel e vidros a peças de eletrodomésticos, carros e até restos de um transformador de luz. O trabalho foi dirigido pelas coordenadorias de Resíduos Sólidos (vinculado à Secretaria Executiva de Gestão de Infraestrutura Urbana) e de Limpeza Urbana (ligada à Secretaria Adjunta de Obras).

A ação socioambiental foi realizada em parceria com a Associação de Moradores e Amigos de Araçatiba (AMAR) e o Grupo Escoteiro Ninho das Águias. Segundo os organizadores, a iniciativa marcou a primeira fase do projeto piloto para realização do Programa Municipal de Limpeza de Orla, a ser lançado no dia 20 de setembro. Ainda de acordo com os órgãos responsáveis, o evento serve de experiência para dimensionar a quantidade de resíduos despejados nas lagoas, rios e praias de Maricá e estabelecer políticas de preservação.

“O que mais impressiona é a quantidade de lixo em tão pouco espaço, ainda mais em uma área onde há coleta de lixo regular e uma lixeira pública a cada 20 metros”, disse Mônica Alcântara, coordenadora de limpeza urbana. O morador que solicitou a limpeza, Arnaldo Menezes, ficou satisfeito com a iniciativa que reuniu pessoas de diferentes idades. “É uma questão de educação e respeito ao próximo, fico feliz de ver tanta gente envolvida na construção de uma Maricá melhor”, disse.

Para o secretário executivo de Infraestrutura, Fernando Rodovalho, a criação da Coordenadoria de Resíduos Sólidos representa um avanço nas políticas de limpeza urbana da cidade. “Haverá mais novidades em 2015, como a coleta seletiva nos centros comerciais, pontos de entrega voluntária, programas de educação socioambiental, serviço de coleta de sofás, geladeiras, armários e fogões, etc. A meta é transformar Maricá em referência de limpeza urbana em dois anos”, antecipou.

O coordenador do novo setor, Tiago de Paula, garantiu que a Prefeitura está fazendo a sua parte, mas só haverá resultados se todos colaborarem. “Hoje não faltam equipamentos de limpeza urbana em Maricá, agora é uma questão de educação socioambiental. E nós vamos investir nisso”, afirmou.

As próximas ações, ainda sem data marcada, deverão ocorrer nas praias das Amendoeiras (em São José do Imbassaí), Recanto (Itaipuaçu), orla do Boqueirão, Barra de Maricá (lagoa e praia), praia e canal de Ponta Negra, além do lançamento do Programa de Limpeza de Orla de Maricá. Desde segunda-feira (15), a Prefeitura recebe inscrições para que outras associações, escolas e entidades da sociedade civil participem do programa. Os interessados deverão informar seu nome completo, nome da entidade a qual são vinculados e dados para contato (e-mail, endereço e telefone) para o e-mail infraestrutura.marica@gmail.com.