Bairro da Amizade recebe “CRAS Caminhando com as Famílias”

0
480
Objetivo é levar os serviços da rede socioassistencial oferecidos pela Prefeitura para os bairros mais afastados dos CRAS

A Secretaria Municipal Adjunta de Assistência Social realizou, no último sábado (20/06), a ação social “CRAS Caminhando com as Famílias”, no bairro da Amizade, próximo ao Centro de Maricá. O projeto, que contou com a participação de 110 moradores do bairro, tem como objetivo levar os serviços da rede socioassistencial oferecidos pela Prefeitura para os bairros mais afastados dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS).

Durante o evento, a comunidade teve a oportunidade de realizar o cadastro único, cuja maior procura é pelo programa Bolsa Família; se inscrever nas oficinas dos CRAS e nas atividades do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos; receber orientações sobre como proceder em casos de dependência química com os técnicos da Secretaria de Prevenção à Dependência Química e sobre abusos e violência física com crianças e adolescentes com a equipe do CREAS. Os moradores também puderam cortar o cabelo, fazer as unhas e adquirir roupas semi-novas do Brechó Social.

De acordo com o secretário municipal adjunto de Assistência Social, Jorge Castor, este evento será realizado em todas as regiões distantes dos pontos de abrangência dos CRAS. “Como todos os CRAS do município são centralizados, resolvemos realizar esta ação nas regiões carentes e volumosas que precisam dos serviços oferecidos pela Prefeitura”, disse Castor, acompanhado da subsecretária da pasta, Laura Costa, e da subsecretária de Proteção Básica, Nancy Soeiro.

Outras secretarias marcam presença

A ação social contou com parceria das demais secretarias do município, como a de Saúde que ofereceu os serviços de aferição de pressão arterial, medição de glicose, teste de sífilis e orientações dos demais programas como hanseníase, tuberculose, Atenção à Saúde do Idoso, Atenção Integral à Saúde da Mulher, Criança e Adolescente, entre outros. O programa da saúde bucal avaliou e fez aplicação de flúor nas crianças de 4 a 12 anos.

A Secretaria Municipal Adjunta de Trabalho também participou da atividade informou à população sobre vagas de emprego e cursos gratuitos de qualificação profissional, como os de instalador de tubulação industrial, montador de estruturas metálicas, eletricista de obras, auxiliar administrativo, desenhista de construção civil, e outros, realizados no Flamengo e em Itaipuaçu.

Cerca de 30 crianças e adolescentes participaram de atividades lúdicas e receberam kits informativos com orientações sobre seus direitos. “Estou propondo estas atividades e ao mesmo tempo conversando com estas crianças e adolescentes para identificar se há alguma deficiência na família delas, por exemplo, se estão indo à escola, se estão tendo uma alimentação adequada ou se há algum caso de violência familiar. A partir disso tomamos as devidas providências”, explicou a subsecretária da Infância e Juventude, Sylvia Cantuária.

População aprova iniciativa

A dona de casa Tania Conceição, de 50 anos, considerou a ação social essencial para a comunidade. “São muito bons estes eventos na nossa comunidade. Hoje pude me informar sobre o que fazer com um familiar com dependência química. Espero que agora tudo se resolva", afirmou. "Vou aproveitar que estou aqui e me informar sobre os cursos e atividades”, emendou.

O aposentado Jaci Rodrigues, de 78 anos, ficou grato por poder avaliar sua saúde perto de casa. “É maravilhoso estar aqui perto da minha casa aferindo minha pressão e ainda vou fazer o teste da glicose, além de tudo ainda encontrei os amigos vizinhos”, observou Jaci.

Os primos Rodrigo Siqueira e Luiz Fernando Silva, de 24 e 15 anos, respectivamente, correram para se informar sobre tudo o que estava sendo oferecido. “Me interessei pelas atividades do Fortalecimento de Vínculos realizadas no CRAS do Centro. Vou aproveitar e cortar o cabelo”, ressaltou o estudante Luiz Fernando.

Grávida de seis meses, Valéria Silva teve uma grande surpresa quando recebeu o Kit Maternidade da coordenadora do CRAS Centro, Karina Damasceno. “Estou emocionada com este presente. Meu bebê não tem quase nada e agora já tem um monte de roupinhas, sapatos, fraldas e cueiro. Realmente tudo isso veio na hora certa”, contou.

A coordenadora do CRAS Centro, Karina Damasceno, agradeceu a participação de todos e ficou satisfeita com o resultado final. “Nosso objetivo maior é unificar todos os serviços oferecidos pela Prefeitura e trazer para a população que não conhece ou que não pode procurar, estabelecendo, assim, um contato maior com a comunidade. Com esta ação prevenimos a situação de risco social buscando fortalecer os vínculos familiares e incluindo a população nas políticas públicas ofertadas pelo município. E hoje nosso objetivo foi concluído com sucesso”, finalizou.