Saúde inaugura espaço de moradia para pacientes com transtornos mentais graves

0
1381
Espaço é inaugurado em Maricá para moradia de pacientes com transtornos mentais graves

A Secretaria Municipal Adjunta de Saúde inaugurou nesta quarta-feira (19/08), o primeiro Serviço Residencial Terapêutico (SRT) de Maricá. A intenção é desenvolver uma moradia em espaço urbano que responda às necessidades residenciais de pessoas portadoras de transtornos mentais graves, institucionalizadas ou não. O espaço recebeu seis moradores que são da cidade, mas que viviam em hospitais psiquiátricos. Cinco estavam no Hospital Colônia de Rio Bonito e um na Clínica Nossa Senhora das Vitórias, em São Gonçalo.

A Prefeitura custeará o aluguel do imóvel e cinco refeições diárias. Cada morador receberá também um Cartão do Programa Municipal Bolsa Mumbuca. Após a inauguração, será iniciado o processo para habilitação da RT, a fim de que o Ministério da Saúde faça o repasse necessário para a manutenção da residência. A casa tem dois quartos, sala, cozinha, banheiro e móveis novos.  Além disso, os moradores terão atendimento por uma equipe composta por um técnico de enfermagem e um cuidador a cada plantão de 24h. Edna Silva, coordenadora do Programa de Saúde Mental de Maricá explica o funcionamento do serviço. “O processo de reabilitação psicossocial deve buscar de modo especial a inserção do usuário na rede de serviços, organizações e relações sociais da comunidade. A inserção em um SRT é o início de longo processo de reabilitação que deverá buscar a progressiva inclusão social do morador”, diz ela. 

Edna destaca que o suporte tem como foco desenvolver um espaço residencial como moradia para a inserção dos moradores na rede social existente. Para isso, receberão cuidados intensivos, com monitoramento técnico diário e pessoal auxiliar permanente na residência, além de recursos humanos presentes 24h por dia. O tratamento médico será realizado no Centro de Apoio Psicossocial (CAPS). Em caso de emergência, o atendimento acontecerá no Hospital Municipal Conde Modesto Leal.

Durante a inauguração várias histórias emocionantes foram descobertas. Dentre elas, uma das mais marcantes é a das irmãs Sílvia Regina Romão e Derli Cezário da Silva. Separadas desde 2006, cada uma vivia em um hospital psiquiátrico diferente. Sílvia morava no Hospital Colônia de Rio Bonito e Derli na Clínica Nossa Senhora das Vitórias. Após anos longe uma da outra, encontraram-se e morarão juntas novamente. Com um abraço forte e carinhoso, Derli comentou emocionada. “Estou feliz em reencontrar minha irmã e em morar com ela”. Outro morador que emocionou a todos é Jackson Torres Ramos. Ele viveu 46 dos seus 66 anos em hospital psiquiátrico. “Estou muito feliz em estar na minha própria casa. Estou no lar com a minha família. Que maravilha”, comemorou.

Para o coordenador da RT Guilherme Manhães, o momento é muito marcante. “Fizemos atividades com eles durante um ano inteiro. Fomos à praia, fizemos compras, passeamos nos bairros. Tudo para a adaptação deles. Por isso é tão especial”, disse. “Esta é a primeira RT. A segunda casa já está alugada e com móveis comprados. Brevemente será inaugurada a segunda RT de Maricá”, declarou Claudia Souza, subsecretária de Atenção Básica. “Estamos trazendo de volta para casa moradores que ficaram mais de 25 anos internados em hospitais psiquiátricos sem referência de família e de cidadania. Estamos reescrevendo as histórias dessas pessoas que por muitos anos foram excluídas do convívio social”, afirmou a secretária municipal adjunta de Saúde, Fernanda Spitz.

A cerimônia foi acompanhada por autoridades municipais, profissionais de saúde e representantes da sociedade. A Residência Terapêutica de Maricá fica localizada à Rua Alcebíades Alves de Matos, nº 218, casa 1, Centro.