Departamento de Operações Fiscais retira placas irregulares de Itaipuaçu

0
541

Seis estruturas e um trailer foram removidos de áreas públicas nesta sexta-feira

A equipe do Departamento de Operações Fiscais de Maricá teve muito trabalho nesta sexta-feira (28/08) em Itaipuaçu. Uma grande operação do recém-criado órgão, vinculado à Secretaria Executiva de Infraestrutura, retirou placas irregulares e um trailer. Nenhuma dessas estruturas tinha autorização para funcionar ou ocupar áreas públicas. O material removido foi levado ao depósito que fica na sede da secretaria, no bairro do Caxito, que cobrará dos responsáveis diárias pela alocação e as multas previstas.

A primeira ação ocorreu já em uma das entradas do bairro, na Avenida Gilberto Carvalho. A peça de madeira anunciava investimentos estaduais e federais e estava erguida no canteiro que divide as pistas. Operários utilizaram uma motosserra para cortar os suportes que davam sustentação à placa. Em seguida, a equipe partiu para a mesma área entre as localidades de Costa Verde e São Bento da Lagoa onde, no último dia 19, havia retirado objetos de dentro de um trailer que funcionava irregularmente numa praça. Naquela ocasião, o dono da estrutura alegou que faria a retirada, o que não ocorreu. Desta vez, não houve resistência e a fiscalização utilizou um guindaste tipo munck para remover a estrutura para um caminhão.

Mais tarde, a secretaria confirmou que a área vai receber urbanização no mesmo modelo da que vem sendo feita em outras partes da cidade. De acordo com a pasta, o local terá pista de caminhada, aparelhos de ginástica e brinquedos para crianças, além de plantas ornamentais. As obras terão início nos próximos meses.

A ação com maior número de material removido foi realizada em frente ao Terminal Rodoviário José Ferreira da Silva, na Rua Professor Cardoso de Menezes (antiga Rua Um). Cinco placas de publicidade metálicas instaladas em área pública precisaram da ajuda de um maçarico para serem removidas. O dono do material tentou evitar a operação argumentando que tinha autorização, mas não apresentou nenhum documento que comprovasse. Policiais militares do Destacamento de Policiamento Ostensivo (DPO) de Inoã foram chamados para garantir a execução do trabalho. O material foi levado por ele para um local particular com permissão dos fiscais.

Uma sexta placa, feita de madeira e instalada num terreno particular, também foi retirada e teve destino semelhante. A dona também esteve no local e, além de reconhecer o estado precário da estrutura, elogiou a ação do Departamento de Operações Fiscais. “Tem que moralizar mesmo, sou totalmente favorável. Todo crescimento deve ser sustentado e, quando as coisas entram nos eixos, todos crescem juntos. Antes a legislação não era aplicada e agora vejo essas operações pela cidade. Temos que aplaudir e apoiar”, frisou a publicitária Gabrielle Gomes, que levou a peça para o pátio de sua agência.

A Secretaria Executiva de Infraestrutura pede aos proprietários de placas de publicidade que estão em situação irregular e foram notificados ou não que procurem o órgão para regularizar sua documentação junto à Prefeitura. Os donos devem procuram a sede da secretaria, no Caxito, levando documentos pessoais e referentes às peças expostas.

Revitalização de praça

Além de moralizar a instalação de placas e reduzir a poluição visual na cidade, as operações do novo departamento estão liberando áreas públicas que recebem melhorias revertidas à população. É o caso do canteiro que fica no final da Rua das Gardênias, em São José de Imbassaí, que serve de via auxiliar entre os quilômetros 20 e 21 da Rodovia Amaral Peixoto (RJ-106). No último dia 3 de julho, uma das primeiras ações do órgão incluiu a demolição de um lava-jato que funcionava de forma irregular há 17 anos no local. Quase dois meses depois, a área está se transformando em uma praça para os moradores, que terá arborização, iluminação e aparelhos de ginástica ao ar livre. Os outros nove canteiros ao longo da via receberam intervenções de paisagismo.