Prefeitura inicia construção de cemitério vertical com cerca de 3 mil túmulos

0
1093

Com mais de 100 anos de existência, o Cemitério Municipal de Maricá vai ganhar uma nova ala vertical de sepulturas em 2016. No projeto serão investidos R$ 6,1 milhões dos recursos próprios para construção de um prédio de três andares com 2.700 gavetas funerárias e 1.512 nichos mortuários, além de seis capelas. A nova estrutura será erguida na parte dos fundos do cemitério, em uma área de 4,3 mil metros quadrados. Os primeiros movimentos da obra começaram nesta semana, com a colocação dos tapumes em volta do local e a previsão da Prefeitura é entrega-lo no segundo semestre do próximo ano.

O atual cemitério, localizado na Rua Pereira Neves, no Centro, com 6,5 mil túmulos, entre sepulturas de família, carneiros, gavetas e covas comuns, está com sua capacidade no limite e a construção dos jazigos verticais, com os devidos licenciamentos dos órgãos ambientais competentes, demonstra o compromisso da Prefeitura em solucionar um problema que antecede à própria legislação. “Esse é um projeto sustentável porque não polui o ambiente e amplia a capacidade do cemitério”, declara o secretário municipal adjunto de Obras, Marcos Câmara. Além da ampliação do cemitério, o secretário destaca outra intervenção do município para evitar a contaminação do ambiente. “Utilizamos nos sepultamentos desde junho deste ano involucro sepulcral, um filme impermeável que impede o contato do necrochorume (líquido expelido pelos cadáveres em decomposição) com o solo”, afirma.

A construção do cemitério vertical atende uma necessidade do município, que teve um grande aumento populacional desde a abertura do local em 1897 e está com a capacidade no limite. Segundo o secretário adjunto de Obras, foram realizados 811 sepultamentos em 2014 e 748 até novembro deste ano.