Prefeitura entrega mais 400 cartões do Bilhete Único Universitário

0
665

Uma solenidade realizada nesta sexta-feira (8/1) na quadra do Colégio Municipal Joana Benedicta Rangel, no Centro, marcou a entrega de 400 novos cartões do programa municipal Bilhete Único Universitário, em que o valor do transportes para estudantes de nível superior e de cursos técnicos é inteiramente custeado pela Prefeitura de Maricá, através da Secretaria Adjunta de Assistência Social. Cada beneficiário já recebeu seu cartão com a primeira carga de R$ 259,60, valor que será reajustado em 1º de fevereiro com o aumento do Bilhete Único, que passa a valer R$ 6,50. Atualmente, 2.200 alunos utilizam o benefício na cidade.

O secretário municipal adjunto de Assistência Social, Jorge Castor, destacou que a entrega dos cartões já nos primeiros dias do ano vai de encontro ao calendário estendido das universidades. “Muitas delas tiveram greves no ano passado e, por isso, não interromperam as aulas neste mês. Os alunos continuavam bancando as passagens e, agora, farão uma importante economia ao utilizar o cartão”, lembrou o secretário. A subsecretária Laura Vieira da Costa lembrou que muitos estudantes tem o BU como única forma de custear o deslocamento até seus cursos. “Se não fosse pelo cartão muitos aqui não poderiam estudar. É algo que beneficia à população mais carente na cidade”, ressaltou ela.

Ao fim da cerimônia, Laura e a coordenadora do programa, Verônica de Assis Freitas, se dirigiram aos estudantes presentes para prestar esclarecimentos sobre o uso correto do cartão. Entre outras informações, Verônica antecipou que primeiro recadastramento deste ano ocorrerá em abril, entre os dias 4 e 29. Para isso, o aluno deverá levar à sede da Secretaria de Assistência Social (Rua Domício da Gama nº 386, no Centro) documentos como RG, CPF, comprovante de residência, a matrícula na instituição de ensino e a grade curricular. Outra novidade anunciada foi a de que uma assistente social fará um acompanhamento do programa.

Na hora da entrega dos cartões, a satisfação dos estudantes era visível. “Vou deixar de gastar uns R$ 250 por mês para ir pra faculdade”, calculava Lucas Oliveira, de 19 anos, aluno do 4º período de Direito da UFF, cujo campus fica no bairro do Ingá, em Niterói. “Tinha que pagar R$ 12 até Niterói e, de lá, mais R$ 3,30 até o Ingá. Agora vou poder usar essa grana em outras necessidades”, comemorou ele, que é morador da Mumbuca.

Quem também estava feliz da vida era a secretária escolar Paloma Carvalho, que mora em Inoã e estuda no 3º período de Nutrição na Universidade Anhanguera, também em Niterói. “Tinha dias em que precisava ir duas vezes à faculdade e isso era puxado. Ainda não calculei o quanto deixarei de gastar, mas com certeza será uma economia grande”, acredita ela.