Evento no CEU vai lançar a fita marrom contra a intolerância religiosa

0
276

O Centro de Artes e Esportes Unificados de Maricá (CEU) recebe nesta sexta-feira (22/01) um evento que promete ser um marco no combate à intolerância religiosa. Representantes de diferentes correntes e crenças espirituais vão se reunir para celebrar o Dia Internacional da Religião e o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, ambos comemorados no dia 21 de janeiro. Na ocasião, será lançada a campanha da fita marrom para representar a luta pela liberdade de culto.

O evento tem o apoio da Prefeitura de Maricá, através das secretarias adjuntas de Direitos Humanos e Participação Popular e de Assuntos Religiosos. A programação começa às 18h30 e conta com a participação de diversas entidades e grupos de católicos, evangélicos, ciganos, indígenas, umbandistas e candomblecistas. Estão previstas ainda a exibição de vídeos institucionais e uma roda de samba e capoeira da Associação de Capoeira Filhos da Lua.

O dia 21 de janeiro foi escolhido como Dia de Combate à Intolerância Religiosa por ter sido a data da morte da ialorixá Gildásia dos Santos e Santos, conhecida como “Mãe Gilda”. Em outubro de 1999, o terreiro da mãe-de-santo foi invadido e depredado por membros de uma igreja evangélica neopetencostal  após uma reportagem do jornal produzido pela igreja mostrá-la na capa com trajes de sacerdotisa sob a manchete “Macumbeiros charlatões (sic) lesam o bolso e a vida dos clientes”. Mãe Gilda sofreu um infarto fatal três meses após o ocorrido.