Maricá sedia encontro estadual para discutir propostas de ensino integral

0
297

O município de Maricá sediou nesta terça-feira (26/04), um encontro do Comitê Territorial de Educação Integral do Estado do Rio (CTEIRJ) com a participação de representantes das regiões Norte, Noroeste, Baixada Litorânea, Serrana e Metropolitana. Foram debatidas estratégias de elevação do IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), como recursos de custeio para escolas com baixo índice, em disciplinas básicas como letramento, acompanhamento pedagógico e o projeto “Mais Educação”. A reunião aconteceu no CAIC Elomir Silva, em São José do Imbassaí.

Antes dos debates, foram realizadas apresentações do programa “Mais Educação”, desenvolvido na rede municipal de Maricá, com xadrez humano e oficina de artes (alunos do CAIC Elomir Silva), karatê (E.M. Maurício Antunes Carvalho), dança (E.M. Barra de Zacarias) e banda escolar (E.M. Alcione Soares). A reunião abordou o histórico do Comitê, suas lutas para implantação e expansão da Educação Integral no país, com programas preliminares como o “Mais Educação” (contraturno de atividades), Escola Aberta (finais de semana), Escola em Movimento e outros. “O trabalho do comitê iniciou em 2005. Contamos com uma frente parlamentar em defesa do CTEI dos estados, além do pacto nacional e federativo de fortalecimento de nossas atividades”, afirmou a palestrante Cristiane Morais, representante do comitê.

O professor Guilherme Vital, 47 anos, é coordenador do Pólo de Paracambi. Segundo ele, as reuniões, seminários e fóruns são muito importantes como troca de experiências entre os municípios. “Novas ideias sempre enriquecem a discussão e ampliam o horizonte da Educação”, comentou. Já o coordenador estadual do programa Escola Aberta, Jorge Nascimento, reforça que os projetos de contra turno escolar oferecem qualidade pedagógica. “O tempo do adolescente é preenchido com disciplinas com reforço escolar, esporte e cultura, disciplinas que resgatam sua autoestima e identidade, estimulando a sua permanência e desenvolvimento na escola”, declarou.