EM Jacyntho Caetano sedia mais uma etapa do projeto Brabinhos Bike

0
462

A EM Jacyntho Luiz Caetano, no Caju, sediou sábado (18/06) mais uma prova do Brabinhos Bike, projeto da Brabus Race Associação de Ciclismo, em parceria com a Secretaria Municipal Adjunta de Educação e com a Federação de Ciclismo do Estado do Rio de Janeiro. Lançada em janeiro deste ano na escola, a iniciativa visa incentivar essa modalidade de ciclismo junto ao público infantil e juvenil de zonas rurais e comunidades carentes. São 15 crianças matriculadas, número que será aumentado para 20 no segundo semestre, já que o projeto prevê aulas teóricas e práticas mensais (aos sábados pela manhã), com provas semestrais organizadas pelos próprios alunos. 

Nas provas realizadas foram entregues troféus e medalhas, além da doação de kits esportivos (capacetes, luvas, roupas de malha e sapatilhas) para os participantes. Segundo o idealizador do projeto, o tricampeão estadual de XCO (Extreme Cross-Country), Luiz Claudio Ferreira, 39 anos, a ideia pode ser ampliada a outras unidades. "Iniciamos aqui pelo fato de a escola dispor de uma boa área para treinos, em uma região de muito verde para praticar", comenta.

Coordenadores do Brabinhos Bike, o personal training e ciclista Eduardo Alvarenga, 35 anos, e a campeã estadual Fernanda Prado, 34, dizem que o projeto será ampliado. “Estamos precisando de ciclistas voluntários e com experiência, que queiram agregar-se à Associação e somar no projeto", adianta Fernanda. "Aqui, ensinamos técnicas de ciclismo, mecânica de bicicletas (freio, troca de pneus) e aulas de cidadania, como a preservação do meio ambiente", completa Eduardo.

A diretora geral da escola, Suellen Figueiredo, disse que o projeto foi um grande presente. "Temos 100 alunos aqui, do 1º ao 6º ano, em horário integral, com cinco refeições diárias. Temos outros projetos, como o de Botânica, palestras com os pais, festas e eventos. Nossa comunidade é rural, e as crianças são de famílias humildes. Embora o veículo mais comum seja a bicicleta, a maioria delas não possui uma", diz.

A dona de casa Rosana Rosa, 41 anos, moradora do Caju, sempre acompanha os treinos do filho, Daniel Barros, 8 anos, aluno do 3º ano. "Ele melhorou muito nas notas e no comportamento, por isso, mesmo sem poder comprei uma bicicleta para ele, para usar nos treinos do projeto. Quando ele tira uma nota boa, deixo ele dar uma voltinha, pois acho que fez por merecer", declara. 

Jeanne Salles de Oliveira, 38 anos, é mãe de quatro alunos do projeto: Juan, 14 anos; Renan, 10; Jackson, 9; e Cauã, 8 anos. Só o mais velho não estuda na E.M. Jacyntho Caetano. "Essa escola é tudo para eles. Em dia de treino, eles acordam mais cedo, organizam tudo para chegar a tempo para a aula", comenta.

O campeão estadual juvenil Alan Ferreira, 15 anos, do Brabinhos Bike, é morador do Caju e aluno do 9º ano do CEM Joana Benedicta Rangel. Alan representou Maricá na prova de Cross-Country Olímpico (XCO), em outubro de 2015, em Rio das Ostras, e sagrou-se campeão em sua categoria. "Estou me preparando para a próxima, que será em julho, em Paracambi (RJ)", diz.  

Mobilizada também pela importância do esporte para a vida dos jovens, a triatleta e maratonista Gabriela Hermes, 42 anos, criou o projeto "Mentes de Ferro", de apoio social aos atletas e associações esportivas carentes, em especial as que praticam o triatlon – composto de corrida, ciclismo e natação – segmentos em que é campeã. Gabriela doou kits com itens esportivos aos integrantes do projeto. "O ciclismo é um dos esportes de ponta nas cidades-sede das Olimpíadas. Austrália, EUA e China estão investindo pesado no ciclismo, sendo atualmente os favoritos nesse esporte. Precisamos formar atletas, por isso criamos o "Passe de Sonho", em que profissionais, fabricantes de itens esportivos e empresas doam kits com material novo e seminovo, para que crianças carentes possam treinar e competir com material adequado. Há muitos talentos ainda não descobertos por esse Brasil afora", conclui.