Descrição da etapa final de 2016 do projeto Maricá Mais Verde na Praça Orlando de Barros Pimentel
Projeto reinicia na proxima semana com entrega de mudas nativas da Mata Atlantica

Na próxima quinta-feira (12/01), a Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente, através da Subsecretaria de Meio Ambiente, retomará o projeto “Maricá+Verde”. O local para a primeira edição do ano ainda não foi divulgado, mas segundo o subsecretário da pasta, Guilherme Motta, o projeto que doa semanalmente mudas de espécies nativas da Mata Atlântica continuará com força total. “Temos em nosso viveiro mais de cinco mil mudas para serem doadas. Este ano queremos plantar e doar cerca de 20 mil”, afirmou. Desde o final do ano passado, o Meio Ambiente está produzindo as mudas para doação. Antes só era possível tê-las por conta de compensações ambientais obrigatórias para empreendimentos na cidade. “As mudas produzidas aqui são mais resistentes por conta do clima. Assim o replantio é mais eficaz e acontecem menos perdas”, ressaltou o subsecretario.

Entre as plantas prontas para serem distribuídas estão o Ipê Roxo (Handroanthus impetiginosus), Ipê Branco (Tabebuia roseo-alba), Canafistola (Peltophorum dubium), Aroeira(Schinus terebinthifolius), Pau Ferro (Caesalpinia leiostachya), Paineira (Chorisia speciosa) e Algodão da Praia (Hibiscus tiliaceus). A Subsecretaria também oferece outras espécimes que não são nativas, mas estão bem adaptadas em nosso ecossistema, entre elas o Tamarindus (Tamarindus indica), originário das savanas africanas.

Guilherme Motta quer ampliar durante este ano a visita de alunos de escolas municipais ao viveiro para entenderem como acontecem todas as etapas do desenvolvimento das mudas. O “Maricá+Verde”, que continua às quintas-feiras, vai oferecer uma média de 100 mudas por semana. “A tendência é o crescimento na oferta”, destacou.

Quem não quiser esperar pelo projeto pode ir até o viveiro, um ponto permanente de doação, e retirar a muda de preferência. O viveiro fica na Estrada do Caxito, s/nº e o atendimento é de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Para obter as mudas, o interessado deve ser maior de idade. Cada pessoa poderá retirar no máximo cinco mudas.

O viveiro, inaugurado em junho de 2016, oferece 38 espécies florestais diferentes, entre produção própria e fruto de compensação. A subsecretaria tem sido bastante atuante e nesta segunda-feira (02/01) esteve no bairro de Manu Manuela, em 23/03 do ano passado foi realizado um plantio de 2.200 mudas de espécies nativas da Mata Atlântica com o objetivo de recuperar uma Área de Preservação Permanente (APP), às margens do Rio Cajueiros. O retorno ao bairro foi para manutenção do plantio. Outros locais receberão visitas com o mesmo propósito durante todo o ano.

 

Este conteúdo é protegido.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here