Foto: Elsson Campos

Moradores do Marine, em São José do Imbassaí, participaram nesta terça-feira (07/11) da terceira reunião sobre o processo de regularização fundiária realizada pela Secretaria de Habitação e Assentamentos Humanos. Cerca de 100 pessoas puderam tirar dúvidas a cerca dos procedimentos que vai regularizar as moradias da comunidade entre a antiga linha férrea e a rodovia RJ-106. O encontro, que aconteceu na E.M. CAIC Elomir Silva, serviu também para que novos moradores fizessem o cadastro para participar do processo.

De acordo com a secretária Rita Rocha, já foram cumpridas algumas etapas como a topografia e o perímetro da área, que vai da Avenida Guarujá até a garagem dos caminhões de coleta de lixo. Entre outros pontos, ela explicou que teve início a medição dos lotes da área, da mesma forma que foi feita nas outras seis localidades que passam por regularização em Maricá. Este procedimento vai determinar o quantitativo e o tamanho exato de cada espaço ocupado.

“Creio que aqui será mais fácil para nós porque a antiga Rede Ferroviária Federal, que era a dona, cedeu a área à prefeitura e, da nossa parte, tudo tramita tranquilamente. O que pode demorar é o trâmite de cartório, que costuma ser lento”, esclareceu Rita.

Entre os moradores, o clima é de esperança de ver resolvido um antigo problema. “Vale a pena vir e participar para que o patrimônio seja nosso de verdade. Creio que vai dar tudo certo”, acredita o pedreiro Adelmo Ferraz, de 52 anos, que vive há 16 no loca. Com mais do dobro deste tempo vivendo ali, cerca de 35 anos, a dona de casa Regina Célia da Silva também quer ver seu documento em mãos. “Tudo documentado é melhor, dá mais segurança para nós”, almeja ela, que tem 60 anos.

O bairro do Marine também recebe outro benefício desde setembro, quando o programa ‘Minha Casa Mais Bonita’ foi reiniciado. A Secretaria de Habitação e Assentamentos Humanos coordena as ações que vão beneficiar 76 famílias da localidade com renda de até três salários mínimos. As casas que participam do programa recebem obras de infraestrutura como a recuperação das alvenarias, reboco e pintura de fachadas, além das partes elétrica e hidráulica e da reforma de banheiros.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here