Foto: Divulgação

Mais de 200 mil pessoas celebraram a chegada de 2018 em Maricá no maior réveillon já organizado pela Prefeitura. Foram nove palcos com shows em pontos diferentes da cidade (Jaconé, Ponta Negra, Cordeirinho, Barra de Maricá, Recanto e Rua 1 em Itaipuaçu, Santa Paula, Lagoa das Amendoeiras em São José do Imbassaí e Lagoa de Araçatiba no Centro). O cantor Mumuzinho levantou as mais de 50 mil pessoas no retorno da festividade à revitalizada orla da lagoa de Araçatiba que teve ainda 12 minutos de fogos brindando a chegada do novo ano.

Seguindo a dinâmica implantada pela Prefeitura no Carnaval, a segurança e a limpeza voltaram a se destacar durante as festividades. O esquema de segurança envolveu mais de 450 agentes entre guardas civis, policiais militares, agentes de segurança e orientadores de trânsito, além de 40 viaturas empregadas.

De acordo com levantamento da Secretaria de Segurança, Ordem Pública e Trânsito, Maricá recebeu um público que ultrapassou os 200 mil visitantes. Segundo a pasta, a 82ª DP registrou apenas nove ocorrências entre a zero hora do dia 31 até a noite desta segunda-feira (01/1), em sua grande maioria pequenos furtos. “A procura foi maior que o esperado porque Maricá foi uma das poucas cidades na região onde houve celebrações do ano novo”, ressaltou o secretário Celso Netto.

Na limpeza, agentes da Secretaria de Conservação fizeram o trabalho de asseio durante e após os shows o que permitiu que os moradores e turistas pudessem aproveitar o primeiro dia do ano nas praias e lagoas da cidade. Foram recolhidas 240 toneladas de lixo.

A Secretaria de Saúde também disponibilizou equipes para atendimentos em diversos locais. Onde as equipes da prefeitura atuaram, apenas no réveillon de São José do Imbassaí (Praia das Amendoeiras) houve duas remoções e um atendimento feito pela equipe composta por técnicos de enfermagem, ambulância e motorista. Os atendimentos nas principais unidades de saúde (Hospital Conde Modesto Leal, UPA de Inoã e Unidade de Emergência Santa Rita 24h em Itaipuaçu) funcionaram normalmente durante todo o fim de semana e durante o réveillon.

Em Araçatiba, o público pôde curtir as melhorias realizadas pela prefeitura com a revitalização da orla e a criação de novos espaços de lazer e esporte. O local recebeu os shows das cantoras “Pratas da Casa” Gianne Melo e Jô Borges que fizeram a contagem regressiva para chegada de 2018. Para celebrar o ano novo, o cantor Mumuzinho apresentou canções próprias e de outros sambistas agitando o público.

“Para mim é uma alegria muito grande poder estar perto desse povo que gosta tanto de música numa data especial que é a entrega de um ano difícil para os brasileiros com tantos problemas relacionados à segurança, educação, parte financeira e governantes, então eu espero que 2018 seja um ano diferente e melhor. Fico feliz em poder fazer parte dessa festa aqui de Maricá”, declarou Mumuzinho.

“Estou achando tudo muito bom. Não nasci em Maricá, mas sempre fui frequentador daqui. Tanto que me mudei para cá há cinco anos. E hoje vejo uma cidade completamente diferente, revitalizada”, garantiu Sirlei Martins (47 anos), morador do Flamengo.

Jasmin Franco (21 anos), moradora do Centro, destacou a oportunidade de estar pertinho de casa. “Com essa festa aqui, minha família toda pôde estar comigo, além de reunir o povo de Maricá, que está curtindo com sabedoria, sem brigas e em harmonia”, disse.

“Normalmente a festa era só na praia. Essa novidade de ter show aqui foi muito boa, porque trouxe turismo, pessoas que iam para outro lugar para ver a Lagoa de Araçatiba com uma revitalização show de bola, um lugar que tem um pôr do sol, mas que estava perdido”, completou Adriano Carvalho (27 anos), que é morador de Inoã.

Dudu Nobre anima o réveillon da Barra

Na Barra de Maricá, quem comandou a virada foi o cantor e compositor Dudu Nobre levantando a plateia na areia. Antes da pausa para os fogos, Dudu falou que se sentia honrado em estar na cidade mais uma vez e ver como ela melhorou.

“Me lembro de ter vindo no lançamento da obra desta ponte e o entorno era bem diferente. É bacana ver o desenvolvimento chegando a esta cidade que sempre nos recebe tão bem”, disse o artista.

A abertura da noite foi com o sambista maricaense Wagner Mariano, que fez um belo ‘esquenta’ com sambas consagrados como “Isso É Fundo de Quintal”, “O Show Tem que Continuar” e “O Meu Lugar”.

O público na areia se divertiu bastante e também ressaltou a evolução de Maricá. “A cidade está linda e as festas são maravilhosas, está tudo bom demais”, exaltou o autônomo Emiliano Borges (51 anos) que mora em São Gonçalo e trouxe mais de 20 pessoas para sua casa na Rua 107, em Cordeirinho. “Tem gente aqui de São Gonçalo, Itaboraí e Niterói, e todos gostam muito daqui. Tenho essa casa há muitos anos e nenhum governo antes desses dois foi tão bom para a cidade, tenho certeza”, frisou Emiliano.

Ponta Negra e Itaipuaçu também receberam um grande público

Um grande público também curtiu a chegada do novo ano na orla de Ponta Negra. Rafael Caçula e Michele Freire comandaram a festa que ainda teve queima de fogos. Já em Itaipuaçu, três locais reuniram moradores e turistas para celebrar a virada de ano. Na Rua 1, milhares acompanharam os shows do grupo Tô Kerendo e do sambista Claudinho Guimarães. No Recanto, a virada foi comandada pelo grupo SambaPontoCom e pelo cantor Rômulo Arantes. Na Rua 83, também na praia do Francês, o grupo Mistura 021 garantiu o festejo de quem foi celebrar a chegada de 2018.

Santa Paula, Jaconé e Cordeirinho também receberam shows da virada com muita animação pra quem quis curtir a festa perto de casa.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here