Doação de sangue aconteceu nesta terça-feira no CEM Joana Benedicta Rangel, no Centro - Foto: Elsson Campos

Assim como nas edições de 2017, a primeira campanha “Doe Sangue, Salve Vidas” de 2018, realizada pela Secretaria de Saúde de Maricá, através da Coordenadoria de Humanização, contou com a presença em massa da sociedade civil maricaense. De acordo com o coordenador de Humanização, Jessé Paz, o evento tem grande apelo social, mas também serve para fortalecer a imagem dos doadores do município e justificar, junto ao Hemorio, a instalação de uma unidade transfusional e de um banco de sangue na cidade. “Esperamos trazer estas unidades para cá até o final do ano”, revelou Jessé.

A aposentada Márcia Barreto Taveira, de 59 anos, afirmou gostar da possibilidade de doar perto de casa. “Sempre fui doadora de sangue, mas o deslocamento para fazer doação no Rio é sempre mais complicado. Estou achando ótimo que estamos tendo a possibilidade de doar aqui”. O motorista Eduardo Brum, de 36 anos, falou sobre a experiência e encorajou quem ainda não praticou este ato de solidariedade. “Doei pela primeira vez para ajudar um amigo, vi como era importante para as pessoas e agora faço sempre que posso. Doar não dói nada, para quem tem pelos no braço, só dói tirar o esparadrapo depois”, brincou.

A ação, que aconteceu no CEM Joana Benedicta Rangel (Centro), contou com a presença da primeira dama Rosana Horta. Incentivadora da iniciativa, Rosana cumprimentou os doadores e parabenizou a equipe que estava trabalhando. “Este tipo de ação é de suma importância para as pessoas que precisam de doação de sangue e para população de Maricá. É a terceira vez que conseguimos trazer o Hemorio para o município, e a grande participação das pessoas nas campanhas mostra que a cidade tem muita gente disposta a ajudar”, destacou.

Ao lado de sua equipe, a diretora do CEM Joana Benedicta Rangel, Maria Wanda Timóteo da Silva, acompanhou e ajudou a campanha. “Recebemos esta iniciativa da Secretaria de Saúde de braços abertos, já que esta também é uma forma de ensinar. A doação ensina muito sobre a empatia, sobre o cuidado com o próximo e a caridade. É muito bom que a nossa escola possa fazer parte”, disse a diretora destacando o apoio das adjuntas Cristiane Janeiro Bravo, Juliana Uchoa e Tânia Nunes.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here