Abertura do campeonato de futevôlei - Foto: Clarildo Menezes

A praia de Ponta Negra recebeu nesse último fim de semana (29 e 30/09) a primeira etapa do Campeonato Maricaense de Futevôlei, realizado pela Associação Maricaense de Futevôlei (AMAF), em parceria com a Prefeitura, por meio da Secretaria de Esporte e Lazer. Ao todo, 253 atletas participam do campeonato que terá cinco etapas até janeiro de 2019, com jogos em Ponta Negra, Itaipuaçu, Barra de Maricá e Araçatiba.

São seis categorias: iniciante, intermediária, amador (profissional), master, misto (masculino e feminino) e o fut redinha. Os três primeiros classificados de cada categoria em cada etapa realizada recebem troféus.

O presidente da AMAF, Fábio Carvalheda, falou sobre a importância do evento para divulgar ainda mais essa modalidade esportiva. “O futevôlei é um dos esportes que mais cresce na cidade. E queremos que mais pessoas se interessem. Esse campeonato é direcionado exclusivamente para moradores da cidade”, declarou, acrescentando que com um ano e meio de criação, a associação hoje tem 423 atletas, todos moradores locais. Fábio disse ainda que o vencedor da categoria amador do campeonato conquistará vaga para disputar o Campeonato Brasileiro de Futevôlei, que terá início em fevereiro de 2019, com a primeira etapa realizada em Maricá.

Luis Felipe Correia, mais conhecido como Luisinho, de 29 anos, é um dos atletas participantes do campeonato. Formando dupla com Leonardo, eles competem pela categoria principal. “É uma alegria enorme poder competir e divulgar esse esporte, principalmente junto às crianças que cada vez mais se interessam em praticar”, frisou o atleta que mora em Itaipuaçu e trabalha como bombeiro guarda-vida. “Apesar de ser profissional e federado, ainda não consigo viver somente do futevôlei, mas posso conciliar os treinamentos e os jogos e competir, inclusive, em torneios em outros estados”, conclui Luisinho.

Outra dupla federada são os gêmeos Victor Ferreira e Paulo Ferreira, de 32 anos, que há mais de 16 anos praticam futevôlei. Para Vitinho, como é carinhosamente chamado, o mais importante é a inserção social que o esporte permite. “Cada vez mais, vemos que as crianças estão aderindo ao futevôlei e isso é formidável, porque o esporte exige cuidado com a saúde, treinamento, disciplina e dedicação”, salientou. Paulinho também concorda com o irmão e salienta que nesse campeonato municipal optam por formar duplas com outros atletas. “Buscamos incentivar que mais pessoas venham competir e tenham o amor que temos pelo esporte que, além de tirar do sedentarismo, proporciona a integração das pessoas”, declarou.

O secretário municipal de Esporte e Lazer, Filipe Bittencourt, destacou a importância do campeonato. “O futevôlei é um esporte que mesmo você não sendo profissional, com certeza já teve a experiência de praticar em algum lugar. Cada vez mais cresce o número de pessoas interessadas em se aperfeiçoar nesta modalidade esportiva, pois pode ser praticada em qualquer lugar, sem falar que os atletas ainda podem jogar outras versões desse esporte como o Fut Redinha e o Fut Mesinha. Por isso, a nossa secretaria tem apoiado muito o futevôlei, inserindo nos nossos projetos e disponibilizando para qualquer faixa etária sendo os praticantes homens ou mulheres”, concluiu.

Classificação da primeira etapa

 Fut redinha iniciantes

1- Rodrigo / Kauia

2- Bicalho / Clarinha

3- Gabriel / David

 

Fut redinha amador

1- Wellington / Vitor

2- João / Bruno

3- Carlos / Pedro

 

Futevôlei Iniciantes

1- Emilio / Wadson

2- Renan / Augusto

3- Juninho / Jonata

 

Futevôlei Misto

1- Paulinho / Vivian

2- Brendo / Eduarda

3- Vitinho / Brenda

 

Futevôlei Master

1- Marcio / André

2- Careca / Cebola

3- Ronaldo / Marcão

 

Futevôlei Intermediário

1- Robson / Marcinho

2- João / Bruno

3- Carlos / Pedro

 

Futevôlei Amador

1- Luiz / Leo

2- Marcinho / Joel

3- Brendo / Paulinho

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here