Planejamento da Educação com demais secretarias - Foto: Elsson Campos

A Secretaria de Educação promoveu, nesta segunda-feira (18/02) no Palladon, o início da Formação Continuada, que abordou no primeiro dia o Planejamento participativo de eventos, com as secretarias de Saúde, Participação Popular, Direitos Humanos e Mulher, de Comunicação, Ciência e Tecnologia, Assistência Social e Cultura.

Nesta terça-feira (19/02), diretores escolares e adjuntos e coordenadores pedagógicos das 64 escolas do município se reuniram para dar prosseguimento ao planejamento do calendário escolar sinérgico-sistêmico, que neste ano de 2019 inclui, também, os grandes eventos que já fazem parte do calendário da cidade, em acordo com o calendário específico de cada unidade escolar.

“Este ano, a proposta de gestão da Secretaria de Educação é para que a organização do calendário e das ações na educação aconteçam de forma distrital, então todas as reuniões e organizações administrativas vão acontecer de acordo com os distritos que cada escola está inserida, ao longo do ano. A secretaria de Educação procura sempre se aprimorar e, aproveitando que a cidade está num momento muito propício para que as coisas dêem certo de fato, essa organização distrital vai favorecer muito a qualidade da educação municipal”, explicou Natalia Fraga, gerente do Núcleo de Formação Continuada dos Profissionais de Educação.

As organizações distritais receberam os nomes da fauna e flora de Maricá e ficaram organizadas da seguinte forma: 1º Distrito (A): Ipê Amarelo, 1º Distrito (B): Corujinha Buraqueira; 2º Distrito: Tamanduá Mirim; 3º Distrito: Jaguatirica e 4º Distrito: Bromélia.

“Estamos iniciando a primeira formação com as pastas que fazem parte das ações educacionais no município. Esse planejamento é para que uma secretaria saiba quais projetos a outra está executando, num trabalho integrado e colaborativo para que sejam executados também fora da secretaria de Educação, nos eventos que a cidade irá receber ao longo deste ano e que precisa da força das secretarias envolvidas em cada um deles”, disse na abertura a secretária de Educação, Adriana Luiza da Costa.

O calendário incluiu neste ano o Festival de Artes e Linguagem (Festart), que será um evento inédito na cidade e que contará com a participação de todas as escolas municipais promovendo um festival de ‘caça-talentos’. “O Festart será iniciado nas escolas, onde serão escolhidos os alunos para participarem da segunda etapa, entre distritos. Após esta segunda etapa, chegaremos à fase que engloba todas as escolas, num evento que irá valorizar ainda mais os talentos de nossos alunos”, disse Natália.

Sheila da Costa, coordenadora na Unidade de Apoio a Gestão Integrada (UAGI), relatou como os projetos irão auxiliar nas ações municipais.

“Após o diagnóstico da situação em Maricá conseguimos sugerir ações mais criativas e inovadoras, com o intuito de melhorar a educação que já vinha caminhando a passos largos nos últimos anos. Com a ajuda externa das demais secretarias, acredito que conseguiremos organizar processos e gerar eventos que alavanquem a Educação, dando um maior impulso para todas as questões que podem ser trabalhadas no município. Assim, Maricá estará cada vez mais em evidência no desenvolvimento de ações educacionais”, concluiu Sheila.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here