Palestra na Semana da Luta Antimanicominal - Foto: Marcos Fabricio

A rede de atendimento psicossocial de Maricá virou objeto de uma pesquisa da Fundação Instituto Oswaldo Cruz (Fiocruz). Foi o que revelou o professor de saúde mental da instituição, Marco Aurélio Soares Jorge, logo após uma palestra ministrada nesta quinta-feira (16/05) no Centro de Atendimento Psicossocial de Álcool e Drogas (CAPS AD), vinculado à Secretaria de Saúde do município. O evento é parte dos atos da Semana de Luta Antimanicomial, que procura estimular o atendimento familiar dos pacientes com base na lei 10.216, de 2001.

Após a abertura feita pelo diretor da unidade, César Viellas, Marco Aurélio Jorge disse em sua explanação que o sistema que vem sendo estruturado na cidade desde 1987 corre um sério risco de sofrer um desmonte pela atual gestão federal.

“Já se fala em reabrir manicômios com a mesma antiga e combatida filosofia de trabalho. Há retrocessos em andamento no país”, alertou o professor, ressaltando, ao final, que vai basear em Maricá sua pesquisa sobre redução de danos e promoção em saúde mental. “O que observo aqui é que há uma preocupação em realizar um trabalho transparente no setor. A cidade vem dando conta de sua demanda”, pontuou.

César Viellas acrescentou que o trabalho funciona porque a rede dialoga com outras pastas, como Saúde e Políticas Inclusivas. “Lidamos aqui com vícios em álcool de drogas, coisa que atinge setores delicados como trabalho e família. Então essa integração é importante para nossas ações”, disse o diretor do CAPS AD, que anunciou a implantação de ambulatórios de saúde mental no município.

A plateia do evento era composta por pacientes da unidade e suas famílias, que fizeram perguntas e deram sugestões. Um desses pacientes falou sobre como o local o ajuda. “Eu vivo nas ruas aqui do Centro e venho aqui quase todos os dias. O tratamento daqui é muito bom, mas temos de ficar atentos pois esse governo federal pode mesmo acabar com tudo”, acredita Alcinei Duarte, de 50 anos.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here