Em culminância ao projeto macro da Secretaria de Educação, “Maricá de todos os Brasis”, trabalhado em sala de aula desde o início do ano, o Centro de Educação Infantil Municipal (CEIM) Professora Ondina de Oliveira Coelho, localizado no Flamengo, realizou no último sábado (09/11) uma mostra pedagógica do projeto “Raízes do Brasil”.

Na proposta, os alunos do Pré-I e Pré-II, da faixa etária de 04 e 05 anos, expuseram os trabalhos confeccionados ao longo do ano junto aos professores, nos quais citavam as manifestações culturais de Norte a Sul do Brasil como dança gaúcha, frevo e outras demonstrações culturais. A atividade contou ainda com um desfile com personagens folclóricos como Jacaré do Pantanal, Onça Pintada entre outros.

Para a diretora da unidade, Karina Figueira, o projeto é de grande relevância, pois traz de forma lúdica o conhecimento das regiões e manifestações culturais para os pequenos.

“Primeiro, tem que ser significativo para a criança antes de ser para nós adultos. A criança só entende a diversidade se fizer parte disso e é isso que fazemos com os nossos alunos. Trazê-los para entender toda essa diversidade do nosso município e do Brasil que é tão grande”, afirmou.

Responsável por trabalhar com os pequenos o tema da Região Norte do país, a professora do Pré-II, Marina Barbosa falou sobre o interesse dos pequenos em participar das atividades. “Nós fizemos atividades sobre o Festival de Parintins, que acontece anualmente e que traz os bois Caprichoso e Garantido. É um tema da região que encanta as crianças pela dança, pelo colorido e pela brincadeira de um boi contra o outro. Eles gostaram bastante”, relatou.

Para a auxiliar administrativo Cristiane Marins, de 30 anos, o projeto encantou desde o início a sua filha Pérola Marins, de 5 anos, que cantava em casa as músicas aprendidas na escola. “Ela conta em casa tudo o que aprende aqui e está cantando a semana toda a música do Boi Caprichoso”, disse. “Sempre procuro trazê-la nas festinhas da escola. É muito bom esse incentivo de conhecer as regiões brasileiras”, ressaltou.

Mãe da Ágata Lavínia Oliveira, de 4 anos, Alice Fernanda Marques, de 23 anos, destacou a importância de a escola realizar projetos como este. “Eles aprendem a gastronomia de cada local e as lendas sobre cada região. É importante para ela saber onde moramos. Acho um projeto ótimo porque a criança desenvolve o censo de localização, conhece o município e a cultura de outros lugares”, pontuou a design de sobrancelhas.

A festividade contou ainda com almoço, lanche e pula-pula para as crianças.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here