Esporte e Lazer promove jogo de basquete de cadeira de rodas com atletas

Evento marca Semana de Incentivo à Pessoa com Deficiência com partidas de vôlei, futsal e natação até este sábado (24/09)

sexta-feira, 23 setembro 2022

Foto: Clarildo Menezes

A Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria de Esporte e Lazer, promoveu na quinta-feira (22/09) um jogo de basquete em cadeira de rodas na quadra do colégio HMS, no Centro, com a participação de sete atletas da Associação Niteroiense dos Deficientes Físicos (Andef), mostrando o esporte paraolímpico a jogadores do Maricá Basquete e do Mestreenio Basquet. A iniciativa marca o segundo dia Semana Municipal de Incentivo ao Esporte para a Pessoa com Deficiência.

“Essa semana veio para conscientizar e mostrar a importância da inclusão nas atividades esportivas e, assim, como todos os outros serviços, o esporte precisa ser acessível. Hoje trouxemos grandes atletas para mostrar um pouco do basquete de cadeira de rodas para os nossos jogadores. Ver essa semana sendo colocada em prática me deixa muito feliz!”, disse o secretário de Esporte e Lazer, Filipe Bittencourt.

Para José Júnior, jogador do time da Andef e atleta da seleção brasileira, mostrar a técnica do basquete e falar sobre sua história para esses meninos é fantástico.

“É sensacional mostrar esse esporte para atletas sem deficiência. Um esporte que me conquistou em 2007 e que tem uma grande importância em minha vida. Me apaixonei pelo esporte logo no primeiro dia.  Depois disso, comecei a participar e me aprofundar nesse mundo, que me fez retornar e superar as minhas dificuldades após perder os movimentos das minhas pernas”, contou, lembrando que sofreu um acidente de moto em 2005, que causou a paralisação de suas pernas.

Atletas abrilhantam noite com muito basquete

No Brasil, o basquete em cadeira de rodas tem forte presença na história do movimento paraolímpico, sendo a primeira modalidade praticada aqui, a partir de 1958, introduzida por Sérgio Del Grande e Robson Sampaio. As cadeiras de rodas utilizadas são adaptadas e padronizadas pelas regras da Federação Internacional de Basquete em Cadeira de Rodas (IWBF). O jogador deve quicar, arremessar ou passar a bola a cada dois toques dados na cadeira. As dimensões da quadra e a altura da cesta seguem o padrão do basquete olímpico.

“Hoje trouxemos esse projeto para esses atletas conhecerem e tirarem dúvidas sobre o basquete para cadeirantes. O objetivo é fazer com que os adolescentes e adultos percebam as limitações e vejam as possibilidades dos alunos com deficiência em uma prática esportiva”, disse Hugo Vinícius, treinador da seleção brasileira de Basquete em Cadeira de Rodas.

Diogo Furtado, de 22 anos, morador do Parque da Cidade e atleta do Maricá Basquete, foi um dos que acompanhou atento, participou e vibrou com a partida de basquete. “Trazer essa inclusão para o nosso município é uma iniciativa super importante. Acho maravilhoso, acompanho os esportes paraolímpicos porque é lindo ver as superações. Hoje senti e me coloquei no lugar deles”, destacou Diogo.

Atividades vão até este sábado (24/09)

Nesta sexta-feira (23/09) acontece o amistoso de futsal entre o INCAB e o projeto Esporte Presente, a partir das 16h, na Arena Flamengo. No sábado (24/09), último dia do evento, acontece o festival de natação a partir das 10h na Arena Flamengo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Estamos nas Redes Sociais

Traduzir